Animais

A cadela Rae só tem uma orelha e fica no topo da cabeça. Parece um unicórnio

A Golden Retriever sofreu uma lesão quando nasceu. É saudável e não tem problemas de audição, mas às vezes, só ouve o que quer.
Rae completa três anos em dezembro.

Poucas horas depois de ter chegado ao mundo, Rae já teve de ser atendida com urgência. A Golden Retriever, “do tamanho de um hamster”, sofreu uma lesão quando nasceu, que os cuidadores acreditam ter sido causada pela própria mãe. A progenitora supostamente teria dado lambidelas agressivas para limpar a placenta da cria, o que acabou por acidentalmente arrancar a sua orelha esquerda.

A pequena foi rapidamente transportada para o Family Friends, um hospital veterinário em Michigan, nos Estados Unidos, e submetida a uma cirurgia de urgência para tentar reparar o lado esquerdo do seu rosto, que havia separado as camadas superiores da pele do tecido do músculo. Era um procedimento delicado e o futuro da Golden Retriever era incerto. Mas para a surpresa de todos, Rae recuperou.

Brianna Vorhees, de 35 anos, logo se apaixonou pelo pequeno filhote. Era a rececionista do hospital veterinário onde a cadela foi atendida e recentemente tinha perdido o seu Golden Retriever para um linfoma. Sem pensar duas vezes, levou a cria para casa. Durante os seus primeiros dias no novo lar, Rae recebia cuidados da mamã humana durante 24 horas, incluindo de biberão.

Hoje, aos dois anos, com uma única orelha na testa, a cadela é conhecida como a Golden Unicórnio. Se não bastasse o aspeto físico, o próprio nome faz uma brincadeira com a sua deficiência: Rae é “ear” (orelha, em inglês) escrita ao contrário. 

Quando bebé.

O “unicórnio” com lifting facial

A orelha de Rae nem sempre esteve no topo da cabeça. Mesmo após a cirurgia, o membro ainda era localizado no seu lado direito. No entanto, com o tempo, as mudanças vieram. “A sua pele esticou-se a tentar ‘fechar’ a lesão. A orelha direita estava de lado mas quando ela cresceu, foi para o topo da cabeça”, explicou Brianna Vorhees.

O fenómeno acabou por também esticar parte do seu olho esquerdo, e a tutora brinca a dizer que parece que Rae fez um lifting facial. Apesar da aparência, a cadela não tem problemas de audição e não sente desconforto. Durante os seus dois anos de vida, só teve uma infeção na orelha (que não foi grave).

“O seu rosto teve que se ajustar, mas o seu corpo fez o que tinha que ser feito para esticar o canal auditivo, que não sofreu qualquer alteração. A natureza é louca”, partilha. Atualmente, vive com a tutora, um “mano” de quatro patas e mais dois irmãos humanos.

Todos os dias, com uma equipa destas, a diversão em casa é garantida. E a descrição do Instagram oficial Rae pode provar: “Fofa, destrutiva, amorosa e travessa com os meus irmãos humanos”, lê-se.

“As pessoas sempre elogiam-me por cuidar dela e adotá-la, mas sinto que foi ela que me salvou”, confessa Brianna. “Posso ter o pior dia de sempre e quando a vejo, parece que ela consegue sentir pois sempre vem abraçar-me”. E melhor que receber mimos de um cão, é receber de um cão unicórnio.

Percorra a galeria para conhecer Rae e a sua família.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT

-->