Animais

Bordalo II faz nova investida contra as touradas. Desta vez, em Vila Franca de Xira

Obra gerou controvérsia no Instagram. Alguns falam em vandalismo, outros aplaudem a instalação na Praça de Touros Palha Blanco.
Mais um protesto contra as touradas.

Bordalo II não tem medo de mostrar aquilo em que acredita. Mesmo antes do início da JMJ, criou uma peça como forma de protesto ao dinheiro gasto no evento religioso. A 16 de agosto pintou vários sinais rodoviários que indicam a direção do Campo Pequeno, em Lisboa, com tinta vermelha, como forma de combate à tauromaquia. Esta quarta-feira, 30, revelou uma nova obra — também contra esta tradição portuguesa.

Decidiu inverter os papéis da tourada e colocou um touro a torturar um humano. Para o homem, fez questão de usar tinta vermelha para simbolizar o sangue que lhe escorre pelo corpo  (tal como acontece com os animais). A intervenção está instalada na Praça de Touros Palha Blanco, em Vila Franca de Xira.

Juntamente com a publicação do Instagram, partilhou um texto da página de sátira Jovem Conservador de Direita sobre este tema. “O touro, como é pouco inteligente, não percebe o lado divertido do seu sofrimento. Demos-lhe esta oportunidade de brilhar num palco e de nos entreter e ele não valoriza. O que importa é que nós, que somos seus superiores no reino das espécies, percebemos”, lê-se.

“Mas há aqueles que não gostam de touradas que nos querem roubar esse prazer de nos divertirmos com a tortura pública de um animal. Têm bom remédio: não vejam. Eu também não gosto que haja fome em África e é por isso que me recuso a ver aquelas imagens de crianças a sofrer. Se eu não as vir é como se não existissem e vivo bem melhor com a minha consciência. Se os defensores dos animais não gostam das touradas, simplesmente ignorem que elas existem”, conclui o post.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Bordalo II (@b0rdalo_ii)

Tal protesto gerou, como seria de esperar, diversas reações — algumas a favor da peça de arte, e outras contra. “Normalizar o vandalismo como forma de manifestação só pode ser digno de alguém execrável e sem qualquer rasgo de inteligência. Bordalo II, a tradição segue viva, jovem e confiante do seu futuro com praças cheias de Norte a Sul do país, juntando milhares de pessoas”, ripostou um utilizador.

Bordalo II, de 35 anos, é um dos maiores nomes das artes plásticas em Portugal. No ano passado, teve em mostra “Evilution”, no Edu Hub, na zona dos Olivais. Ali, mostrava alguns dos seus principais projetos.

O trabalho de Bordalo II é também reconhecido além-fronteiras nacionais. Entre 28 de março e 3 de maio de 2023, teve várias peças em mostra na galeria Usina Luis Maluf, em São Paulo (Brasil). “Bicho Homem” apresentava cerca de 40 obras inéditas. Simultaneamente, na cidade também havia uma série de murais assinados pelo artista.

Carregue na galeria para conhecer a Reserva del Toro, o primeiro santuário para touros resgatados de touradas fundado por um português. Leia também a entrevista da PiT sobre touradas com António Morgado Valente, deputado municipal do partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN).

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT