Animais

Cadela corre até creche canina para “pedir ajuda” após sofrer acidente de carro

Aries saltou pela janela e percorreu 1,6 quilómetros até ao espaço que está habituada a frequentar. Depois, "bateu" à porta.
Soube aonde pedir apoio.

Melissa sempre soube que Aries era inteligente, mas este mês, teve a certeza. A mix de Pitbull percorreu 1,6 quilómetros após sofrer um pequeno acidente de carro com a tutora em Detroit, Estados Unidos. Assustada, a cadela saltou a janela do veículo e correu até a Hounds Town, a creche canina que frequenta, pois sabia que lá estaria segura. Quando chegou, “bateu” à porta e foi vista através das câmaras de segurança.

A aventura ocorreu no passado sábado, 24 de fevereiro, quando a tutora Melissa Fickel preparou-se para levar a companheira até ao parque. Porém, numa interseção na auto-estrada, foi atingida por outro carro. Não foi grave, mas foi o suficiente para assustar a cadela. “Estava com as janelas abertas porque ela adora ficar com a cabeça para fora”, contou ao canal de notícias WXYZ.

A primeira preocupação foi que a patuda acabasse atropelada e Melissa saiu de imediato à sua procura. O acidente não deixou feridos e causou apenas “pequenos danos” em ambos os carros. “Nem consigo pensar, muitas coisas poderiam ter acontecido”, partilhou. E entre todas elas, a última que passou pela sua cabeça era que a cadela corresse até a creche.

Já na Hounds Town, a mix de Pitbull foi recebida por Travis Ogden, fundador do espaço. “Assim que fui até a porta, tive a certeza de que era a Aries”, recordou. “Ainda estava um pouco assustada”.

Enquanto falava com a polícia, Melissa só conseguia pensar na companheira e a certa altura, tinha a certeza de que “nunca mais a veria”. Até que antes mesmo de voltar para casa, recebeu uma chamada de Travis. “Ela está aqui”, disse ele. Foi o suficiente para a tutora deixar tudo para trás assim que conseguiu e ir buscá-la.

Assim como ela, outros cães sabem bem como pedir ajuda aos sítios que estão acostumados a frequentar— alguns menos dramáticos do que outros. Bruce, por exemplo, toca à campainha da vizinha para pedir snacks. Já Bailey, fugiu da casa dos adotantes e voltou para o abrigo.

A seguir, carregue na galeria para conhecer casos semelhantes.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT