Animais

Cadela e gata bebés rejeitadas pelas mães criam amizade ternurenta

As duas filhotes foram as últimas a nascerem das respetivas ninhadas. Encontraram um porto seguro ao lado uma da outra.
São adoráveis.

Possum e Kangaroo não se separam. A amizade criada entre a cadela e a gata bebés tem conquistado meio mundo e a verdade é que é impossível resistir — ainda mais quando se descobrem as verdadeiras histórias das duas crias. Ambas rejeitadas pelas progenitoras e pelos outros irmãos, é ao lado uma da outra que a dupla está a aprender a viver.

Kangaroo foi a última a nascer entre sete irmãos, após a sua mãe, uma gata de rua, ter encontrado abrigo na garagem da sua cuidadora. Naquele dia, a protetora Emilie Rackovan decidiu acolher a família de quatro patas para garantir que todos os bebés sobreviviam. Contudo, desde o início percebeu que um deles era muito menor do que os restantes e não estava a receber os nutrientes necessários.

Diariamente, Kangaroo procurava uma companhia, mas era sempre rejeitada pela mamã. Na mesma altura, Emilie recebeu uma chamada de uma associação que tinha acabado de salvar uma cadela e os seus oito filhotes recém-nascidos. A amante de animais sabia que um abrigo não era o sítio ideal para cuidar dos canídeos e decidiu acolhê-los.

Já em casa, a história repetiu-se: entre a ninhada, uma das cadelas tinha “um terço” do tamanho dos restantes cães e também não estava a ser cuidada pela mamã. Assim como Kangaroo, Possum foi também deixada para trás.

Embora seja impossível saber o motivo exato da rejeição, acredita-se que as progenitoras tentaram “poupar” energia para ajudar as crias mais saudáveis. Como consequência, rejeitaram aquelas mais frágeis — as últimas a nascerem.

Possum e Kangaroo podem não ter tido sorte assim que chegaram ao mundo, mas a dupla venceu o jackpot mais tarde, quando Emilie decidiu juntá-la. “É bastante normal que qualquer filhote procure conforto noutro animal, independentemente da espécie, mas é adorável vê-las formar esta amizade”, confessou a protetora ao site de animais “Love Meow”.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Emilie Rackovan (@emiliexfosters)

Durante os primeiros dias, Possum e Kangaroo tiveram de ser mantidas numa incubadora, já que eram “novas demais para controlarem as próprias temperaturas”. Porém mesmo nesta altura, mantiveram-se inseparáveis. E já que tinham a companhia uma da outra, deixaram de choramingar. “Agora, só choram quando querem leite”, referiu.

Ambas já ganharam peso e estão cada dia mais fortes. Durante a noite, até dormem agarradas. “Uma coisa que adoro nos animais é que eles não se importam com a aparência um do outro. Às vezes, só precisamos de um amigo”, partilhou a voluntária. Quando estiverem crescidas, Possum e Kangaroo serão colocadas para adoção. Contudo, Emilie ainda não partilhou se irão para a mesma família.

A seguir, carregue na galeria para conhecer a dupla e outros animais resgatados por Emilie.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT