Animais

Cão-engenheiro assegura eletricidade sem falhas por todo o país

Jac é um Springer Spaniel inglês que foi treinado para detetar falhas pelo cheiro a óleo e gases numa fábrica de eletricidade.
Um profissional de pata cheia.

O poder do nariz dos cães, apesar de não ser novo para ninguém, não deixa de surpreender perante as mais diversas situações em que se revela útil. A história de Jac é mais um exemplo disso mesmo. O Springer Spaniel de sete anos é em grande medida responsável pela eletricidade, contínua e sem falhas, na Escócia, onde, numa fábrica, ajuda os engenheiros a descobrirem problemas na rede que ilumina o país.

A queda para os circuitos não lhe é, porém, inerente. Foi treinado durante um ano para sentir os odores a óleo e hidrocarbonetos debaixo da terra, vestígios indicadores de que algo não está bem no processo. Foi essa a forma que os seus colegas engenheiros encontraram para descobrir falhas nas infraestruturas que alimentam a rede elétrica.

Jac é o primeiro a descobrir onde está a fuga.

Faro para a fuga

Até dois metros de profundidade, Jac fareja o problema e, uma vez detetado, aponta insistentemente para a área em causa. Até à data, já despistou pelo menos 30 falhas nas instalações da Scottish Power Energy Networks (SPEN), na capital escocesa, Glasgow. Essas descobertas foram cruciais para prevenir potenciais apagões.

“Estamos habituados a usar tecnologia de laser, drones a sobrevoarem o complexo industrial, mas o Jac é uma mais-valia significativa no nosso equipamento. Quando os cabos falham, se estiverem cheios de óleo, vertem e isso liberta gases. O benefício de ter o Jac é que podemos repará-los antes de os consumidores sentirem a falha”, explicou Scott Mathieson, diretor da SPEN, à publicação escocesa “Daily Record“.

Carregue na galeria e veja imagens de Jac em ação no terreno.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT

-->