Animais

Cátia foi voluntária por sete anos. Agora, tem um serviço de pet sitting para eles

A jovem juntou a paixão pelos animais com a de ajudar, e dedica-se inteiramente a eles nos tempos livres. E adora cada segundo.
Desde miúda, adora estar com os animais.

É nos tempos livres que Cátia Melo, de 28 anos, se dedica ao seu mais novo projeto, criado em dezembro de 2022. A ideia é nova, mas o amor pelos animais já é um amor antigo. Além de ter crescido com eles, a jovem natural de Oliveira de Azeméis, no distrito de Aveiro, foi voluntária da Patinhas e Patudos, uma associação local, por sete anos.

“Desde que me lembro sempre tive animais”, começa por contar à PiT. “Cães, gatos, hamsters, peixes, pássaros… Foi algo que me foi incutido pela minha mãe, e ainda bem. Não imagino uma vida sem eles”, frisa. Em dezembro passado, numa conversa entre amigos, surgiu a ideia de prosseguir com o próprio negócio, o CM pet sitting com visitas a domicílio. E a culpa (como já é de se esperar) foi de um companheiro de quatro patas.

Dos animais que resgatou como voluntária, o gato Meias destacou-se por ter sido adotado por um amigo. “Na altura, de forma carinhosa, fiquei como ‘madrinha'”, brinca. E como qualquer outra “tia”, houve um dia que os tutores do felino iam ausentar-se e Cátia ficou responsável por cuidar do gato e do “mano” felino.

“Ele perguntou se eu poderia ir lá a casa tomar conta deles, aproveitando para estar com o Meias e matar as saudades. Eu disse claro que sim, e nessa primeira vez nem sequer tinha o pet sitting em mente”, confessa. Quando a experiência chegou ao fim, o tutor da dupla perguntou o porquê de não tornar o pet sitting um hobby. “Após a conversa, pensei: ‘porque não?'”, recorda.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by cm.petsitting (@cm.petsitting)

“Cada dono tem necessidades diferentes”

Além dos patudos que tem a seu cargo, Cátia Melo é tutora do cão Chuck, de oito anos, e Nino, um gato de sete. “Encontrei-o na rua, numa noite em que tinha saído para caminhar. Ele veio aos saltinhos na minha direção e eu acabei por levá-lo para casa também”, partilha à PiT. “Quem me conhece, ainda que minimamente, sabe que uma das minhas imagens de marca ou de referência é o amor pelos animais”.

Com o CM pet sitting, a jovem abrange a zona de Oliveira de Azeméis e arredores, como São João da Madeira. E a rotina, “depende de caso para caso”. Mas há uma constante: uma conversa e visita prévia para conhecer os tutores, os animais, o seu espaço e dia a dia.

“Cada dono tem necessidades diferentes, desde o número de vezes que quer que eu visite o animal durante o dia, até às necessidades do animal. Durante cada visita, cuido sempre da alimentação e higiene do patudo, dando as doses de ração e água certas e levando o animal à rua, quando é o caso, ou limpando o seu espaço em casa, como a caixa da areia ou um terraço a que o animal tenha acesso”, explica.

Aos animais que precisam, Cátia também segue a rotina de medicações. “Faço-o de acordo com todas as indicações deixadas pelos tutores, como as dosagens e modo de aplicação”, sublinha.

Já o que mais gosta disso tudo, é difícil de escolher. “Tendo sido habituada desde pequena, é algo que me é mesmo natural. Adoro brincar, dar e receber mimo e carinho. Não tenho qualquer problema com as limpezas dos xixis e cocós, pois sempre tive iniciativa lá em casa, desde bem miúda, a fazê-lo. Gosto mesmo de tudo”, frisa.

Os serviços têm um valor mínimo cobrado à hora. Para os gatos,  é de 5€ e para os cães, 6€. Por outro lado, quando são vários animais ou “em casos de longa duração”, Cátia “tem mais atenção no valor final”.

“Os tutores sabem os valores sempre de antemão, para verem se estão de acordo, mas nunca cobro qualquer valor antecipadamente”, realça. “Os imprevistos podem acontecer e prefiro que tenham a segurança de, no fim de cada pet sitting, saberem que tudo correu bem e aí sim fazemos contas”, conclui.

Carregue na galeria para conhecer alguns clientes satisfeitos. Pode entrar em contacto através do Instagram e Facebook do projeto.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT