Animais

Cavalo de charrete cai dentro de depósito do lixo em Sintra

O IRA denunciou a situação. O animal saiu vivo, mas com ferimentos numa pata, tendo regressado a casa com o proprietário.
Cavalo teve de ser retirado com a ajuda de uma grua.

“É isto que temos para mostrar aos turistas. Hoje, em Sintra, um dos cavalos utilizado para passeios turísticos caiu dentro do depósito de lixo na via pública”. As palavras são do IRA – Intervenção e Resgate Animal, que publicou na sua página de Facebook, sexta-feira, várias fotos do animal em aflição. Nas imagens é possível ver que aquele depósito de lixo é para “indiferenciados”.

O IRA acrescenta que “a operação de resgate demorou horas a ser concluída, tendo estado presentes a patrulha do destacamento da GNR, o SEPNA e os Bombeiros”.

“O animal foi resgatado por estas entidades com vida, felizmente”, sublinha a organização de proteção animal, que opera com foco na deteção, planeamento, resgate, reabilitação, adoção e intervenção em cenários de emergência.

Diz o IRA que “não deixou de ser um espetáculo horroroso e demasiado longo, infelizmente”. “Parabéns às autoridades envolvidas no resgate do animal”, remata.

O grupo “Amigos da Vila Velha”, de Sintra, também partilhou no Facebook algumas fotos, com a seguinte descrição: “cavalo assusta-se junto à praça dos trens na Vila Velha, rebenta com os arreios e cai dentro do caixote do lixo”.

Sobre este caso, o “Correio da Manhã” adianta que o cavalo de charrete “caiu no ecoponto com reservatório subterrado” e que o alerta foi dado às 10 horas da manhã.

“No local estiveram os Bombeiros de Sintra, a Proteção Civil, a GNR e o Gabinete Médico Veterinário de Sintra”, diz ainda o jornal, acrescentando que “o animal teve de ser retirado com recurso a uma grua e apresentava ferimentos numa pata” e que “regressou a casa com o proprietário”.

Inês Sousa Real, porta-voz do PAN, já reagiu: “Como é que se continua a permitir o uso de animais para puxar charretes, ainda para mais para fins lúdicos? Infelizmente as quedas e ferimentos nos animais não são assim tão pouco frequentes. Já vai sendo mais do que altura de um concelho com uma vila tão idílica como a de Sintra avançar em matéria de proteção animal e reconverter estes passeios turísticos. Basta de tração a sangue, substituam-se os animais por veículos turísticos elétricos e que não implicam o sofrimento de um ser vivo”.

No passado dia 23 de julho, um internauta denunciou, na página de Facebook do PAN – Pessoas, Animais, Natureza, uma outra situação envolvendo cavalos de charrete. “Vergonha! Hoje em Sintra um animal irracional a chicotear dois cavalos para os obrigar a subir as estradas da vila numa charrete com turistas. Somos uma vergonha de país que ainda aceita isto. Todos os dias temos isto na vila de Sintra”.

Ainda sobre estes passeios em charrete, o IRA tinha já lançado um apelo recentemente, destinado a turistas e residentes: “Com as temperaturas a baterem recordes altíssimos em Portugal, juntem a noção ao bom senso e não andem em transportes de tração animal, nem pratiquem qualquer atividade lúdica que envolva animais a realizarem esforços”.

“Não tenham vergonha de dissuadir potenciais clientes/passageiros que se mostrem interessados em andar nessas carruagens turísticas puxadas por cavalos. O bem-estar animal não deve ser colocado em causa para vosso entretenimento”, sublinhou o IRA.

Percorra a galeria para ver as fotos deste infeliz acidente com um cavalo em Sintra.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT

-->