Animais

Cavalos que correram à solta em Londres estão a aproveitar a vida no campo

Três dos animais já regressaram ao exército britânico. Os outros dois, Vida e Quaker, estão a ter "umas férias de verão".
Têm uma ligação especial.

Três dos cinco cavalos que correram à solta em Londres, Inglaterra, em abril, já regressaram ao trabalho ao lado do exército real britânico. Os outros dois, Vida e Quaker, vão aproveitar mais alguns dias das “férias de verão” até estarem a 100 por cento. Até lá, estão a ser mantido em Chilterns, um santuário com milhares de quilómetros de campos e pastos nas montanhas. 

“Estamos felizes em partilhar que os soldados e os cavalos de trabalho militar feridos em Londres continuam a fazer progressos notáveis ​​na sua recuperação”, avançou o exército real britânico no X (antigo Twitter). “Três cavalos estão de volta ao trabalho e provavelmente participarão do Desfile do Aniversário do Rei este mês”.

Vida e Quaker foram os protagonistas de um momento que parou a capital ingles.a Os cavalos branco e preto, respetivamente, foram vistos por várias testemunhas em abril a correrem pelo centro de Londres em pânico. Vida estava coberto de sangue, o que poderá ter sido causada por um atropelamento durante a fuga. 

A dupla teve “uma recuperação física notável e demonstrou grande entusiasmo e alegria” ao chegar ao The Horse Trust, o santuário inglês para cavalos, burros e póneis resgatados ou reformados. “Eles estão a descansar no campo pelo tempo que precisarem, antes de serem avaliados quanto à sua capacidade para retornarem ao trabalho”, frisa.  

O acidente aconteceu a 24 de abril, após os cinco cavalos se assustarem com os barulhos de uma construção próxima ao espaço onde estavam com os seus soldados. Trojan, Tennyson e Vanquish não tiveram ferimentos graves e já estão recuperados, mas Vida e Quaker ainda estão a meio do caminho.

Os animais estavam a ser observados num hospital veterinário e na mesma altura que o trio regressou ao exército, Vida e Quaker mostraram melhorias e foram transportados ao The Horse Trust, onde têm muito mais conforto para voltarem à vida ativa. 

“Entre os dois soldados mais gravemente feridos, um continua a sua recuperação em casa e o outro no Centro de Reabilitação Médica de Defesa Stanford Hall. Ambos deverão retornar ao serviço militar no devido tempo”, avançou o Household Cavalry Mounted Regiment (HCMR). No dia do acidente, as equipas de urgência também trataram quatro pessoas em três incidentes separados causados pelos animais. 

A seguir, carregue na galeria para conhecer o The Horse Trust, o santuário onde Vida e Quaker está que abriga mais de 140 cavalos, burros e póneis.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT