Animais

Crueldade: 28 gatos abandonados em estrada salvos por voluntários

Os animais estavam fechados em transportadoras e caixas com dois bilhetes. Um dos bebés já estava sem vida.

A causa animal não tem descanso e quando pensamos que já vimos de tudo, há sempre um caso para contrariar esta ideia. Há cerca de duas semanas, na cidade de Belfast, no estado norte-americano do Tennessee, o impensável aconteceu: 28 gatos foram encontrados abandonados numa estrada, dentro de caixas e transportadoras. 

Os animais não tinham água, nem comida e a sua única companhia eram dois bilhetes escritos pelo responsável por os deixar para trás. “Há gatos-bebés aqui dentro. Por favor, ajudem-os”, lia-se no primeiro. Já o segundo, partilhava a idade dos felinos: “Há dez gatos jovens, uma mamã com 11 filhotes, uma ninhada de quatro com dois meses, um gato com seis meses e um bebé sem vida”. 

Todos os restantes foram salvos com vida, mas esta segunda-feira, 10 de junho, chegaram as más notícias: três dos bebés acabaram por morrer. “As oito crias sobreviventes estão bem e alguns adultos já estão disponíveis para adoção”, frisou a Lucky’s Cat House, a associação de resgate animal que os acolheu. 

A história da grande família de felinos teve o seu início a 28 de maio, quando os voluntários do grupo de resgate receberam uma chamada das autoridades a alertá-los sobre a situação. As caixas e as transportadores foram deixadas num passeio, em frente a uma casa abandonada. “Não há qualquer desculpa para esta negligência”, lamentaram. 

 

Muitos gatos já estão à procura de famílias

Durante o resgate, uma das gatas teve perto de ter um fim trágico — escapou de uma das transportaras e correu em direção à estrada. Por sorte, o grupo de voluntários chegou a tempo de a salvar. O caso tornou-se rapidamente viral e não demorou muito até dezenas de pessoas se juntarem para enviar donativos à associação. 

“Vocês surpreenderam-nos com as doações e o apoio. Muito obrigado. Não conseguimos nem começar a dizer o quanto isso significa para nós e para os gatinhos”, agradeceu a Lucky’s Cat House no Facebook. 

Todos os gatos jovens e adultos estão saudáveis e à procura de lares definitivos. Já os bebés, foram diagnosticados com parasitas intestinais e muitos ainda estão em tratamento. “Os gatinhos estão em péssimo estado, estão muito pequenos e desnutridos”, partilhou. “Têm aproximadamente seis semanas de vida e alguns têm o tamanho de crias de duas a três semanas de idade”. 

Percorra a galeria para ver como correu o resgate dos 28 patudos.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT