Animais

Diva foi abandonada com um bilhete em Cascais. “O meu dono não pode ficar comigo”

A gata foi encontrada numa transportadora, dentro de um saco. Foi acolhida pela associação Gatos do Jardim e está assustada.
Tem seis anos.

Diva viu o seu mundo mudar de um momento para o outro. A gata, que terá cerca de seis anos, foi deixada este sábado, 3 de fevereiro, numa transportadora, dentro de um saco do IKEA, nas traseiras da Gatos do Jardim, uma associação em São Pedro do Estoril, no concelho de Cascais. Por sorte, foi encontrada.

Inês Neuparth, fundadora da associação, disse que ficou “destroçada” assim que percebeu que dentro do saco, no meio da rua, havia um ser vivo. “O pânico e a tristeza eram tal que ela estava como pedra”, conta à PiT. Mas o que realmente chocou a protetora de 60 anos foi o bilhete que encontrou junto com os pertences da felina.

Num papel A4, a antiga família contou uma parte da história da patuda. “Sou uma gata incrivelmente meiga, adoro colo e mimos”, lia-se. “Infelizmente, o meu dono ficou gravemente doente e não pode ficar comigo devido à suas alergias ao meu pelo. A minha família tem chorado muito por ter de me deixar e tem procurado o melhor lar para mim”.

Apesar de estar habituada com os abandonos constantes, Inês partilha que é a primeira vez que vê um caso como este — com uma nota a acompanhar. Ainda assim, a protetora lamenta a decisão dos então tutores e considera o bilhete “manipulador”. Além de uma cama e alguns outros pertences, não deixaram o mais importante: o boletim de vacinas e testes de FiLV e FeLv.

Diva, que agora se chama Iva, passou o dia de sábado imóvel. “Não se mexeu até a noite quando saiu da transportadora”, recorda, acrescentando que a associação tem câmaras em todas as boxes do abrigo. Inês avança que a gata ficou “pelo menos duas horas” sozinha antes de ser encontrada por um estafeta que alertou a associação.

“No domingo e na segunda, não se mexeu quando as nossas voluntárias de socialização lá foram”, refere. “Esta tarde, foram tirar fotografias e ela bufou muito irritada. Mas melhor irritada do que prostrada”, afirma.

O bilhete deixado refere ainda que Diva faz seis anos a 1 de abril. Contudo, a protetora explica que ainda não conseguiu confirmar a informação e também não sabe se a felina tem algum problema de saúde. Esta quarta-feira, 7 de fevereiro, tem uma consulta marcada numa clínica veterinária da região.

A carta.

Após análises, vai estar disponível para adoção

Por ainda estar muito assustada, Diva será encaminhada para uma família de acolhimento temporário (FAT). “Vamos ver como é com humanos e depois, com outros gatos”, explica Inês. “Na quarta-feira, será chipada em nosso nome e segue para adoção. Fica connosco até vermos a personalidade e a saúde, não adotamos gatos às cegas, muito menos se estiverem doentes. É possível que a tenhamos de esterilizar se não for possível ver com a ecografia e não tivermos feedbacks dos donos”.

A associação fez um apelo no Facebook a pedir que os responsáveis por deixá-la para trás entreguem, pelo menos, o seu boletim de vacinas e outras informações sobre a sua saúde. A principal preocupação da protetora é realizar a cirurgia de esterilização sem necessidade, caso esta não esteja tão notória nos exames.

Casos como estes, apesar de lamentáveis, são comuns. “Geralmente, são sem nota nenhuma”, frisa. “Os animais são apenas atirados para dentro da Gatos do Jardim, ou em transportadora ou à solta. Muitos morrem, um deles ficou enforcado na coleira”, lamenta. A fundadora recorda a história de dois bebés que morreram à fome porque os voluntários não conseguiram encontrar a transportada a tempo.

A associação também já acolheu um gato sénior com cancro deixado para trás e um com FeLv, abandonado apenas com uma transportadora e um arranhador. “Tivemos uma surda doente que esteve quase três meses internada. A Elvira custou-nos os olhos da cara mas viveu mais ano e meio. Mas com este tipo de nota, esta foi a única”.

Para ajudar Diva e outros animais na mesma situação, pode enviar ajudas para a Associação Gatos do Jardim através do IBAN (PT50 0033 0000 45496308089 05), MbWay (936216522) ou paypal (gatosdojardim@nullgmail.com).

A seguir, carregue na galeria para conhecer Diva, agora Iva.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT