Animais

Do Ártico ao Sena. Baleia beluga viaja quase 2000 km e é avistada em França

As autoridades francesas apelaram à população para manter a devida distância do animal, para não o assustar.
Esta espécie não sobrevive muito tempo em águas doces.

Uma baleia-branca, também conhecida por beluga, foi vista quarta-feira no rio Sena, que atravessa a capital francesa. Esta espécie de cetáceo, que pode atingir até quatro metros de comprimento, é conhecida por habitar as águas frias do Polo Norte, na zona do Ártico, mas, apesar de migrar na altura do outono para procurar alimento, aparece esporadicamente a sul, em águas doces.

Já em maio havia aparecido uma orca no Sena que, encalhada no mesmo rio, entre Le Havre e Rouen, acabou por morrer após tentativas vãs de levar de volta o animal para alto-mar.

No caso, ainda em desenvolvimento, da baleia beluga, as autoridades do departamento de Eure, na Normandia, apelaram à população para que se mantenha a distância, para evitar assustar o animal. Informaram, também, que as imagens levavam a crer que se tratava de uma beluga separada do grupo, não havendo, porém, informações exatas acerca do tamanho e da localização da baleia.

“Estão a decorrer estudos sobre a saúde da baleia para determinar as melhores medidas a tomar para garantir as suas possibilidades de sobrevivência”, declararam ainda as autoridades.

De acordo com as mesmas autoridades, as baleias belugas solitárias, por vezes, nadam mais para o sul do que o normal e são capazes de sobreviver temporariamente em água doce.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT

-->