Animais

Este gato ucraniano sobreviveu à ocupação russa. E ainda é um bebé

Quando os militares ucranianos foram recuperar a ilha da Serpente, comunicaram que regressavam com mais um membro na equipa.
Agora vive feliz em Kiev.

Após cinco meses de invasão russa, a moral dos ucranianos vai sendo elevada com histórias de resiliência e superação – e os animais também fazem parte dessa força.

Depois do Patron, o cão herói que já detetou centenas de minas e até foi condecorado pelo presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, do bode que acionou um explosivo – e que para muitos é motivo de celebração, porque feriu dezenas de soldados russos – e do Bucks, um cão que os russos deixaram para trás e que agora é leal ao exército da Ucrânia, chegou a vez de todos se deliciarem com a história do Snake.

O Snake é um gatinho que foi resgatado na Ilha da Serpente, no Mar Negro, quando a 4 de julho um grupo de soldados ucranianos procedia à recuperação oficial da ilha – que chegou a estar tomada pelos russos – e ao hastear da bandeira do país.

O gato, com poucos meses de vida, já tinha sido detetado quando o exército fez um primeiro reconhecimento via drone. Nessa altura, passou a fazer parte da missão resgatar o pequenote, que não se sabe como terá ali ido parar – mas certamente deve uma das suas sete vidas aos militares ucranianos.

Depois de deixarem a ilha, um dos responsáveis da equipa comunicou que a missão tinha sido bem sucedida e que regressavam com mais um membro. Era o Snake.

O gatinho foi adotado por uma “boa família”, relatou um dos soldados. Vive agora em Kiev, já longe do desespero de estar completamente sozinho numa ilha.

Recorde-se que a Ilha da Serpente foi noticiada, pelas piores razões, logo no início do conflito. Quando a Rússia invadiu a Ucrânia, na madrugada de 24 de fevereiro, os 13 guardas fronteiriços que se encontravam naquela ilha chegaram a ser dados como mortos.

O Serviço de Estado Transfronteiriço da Ucrânia reportou que a comunicação com os guardas se tinha perdido quando a ilha foi tomada pelo inimigo. Um áudio captou o momento em que, de um navio de guerra russo, saiu a ordem de rendição dada por um oficial aos guardas ucranianos que estavam a defender a Ilha da Serpente – sob pena de serem mortos se não o fizessem.

No mesmo áudio, foi possível ouvir que os guardas responderam “Go f–k yourself” antes de os russos abrirem fogo. Inicialmente pensou-se que teriam morrido, mas mais tarde o exército ucraniano disse que estavam vivos e tinham sido feitos prisioneiros.

Como é que o pequeno Snake ali foi parar é o que está por se saber. Talvez nunca se saiba. Mas o importante é que agora vive feliz, já longe daquele lugar onde sobreviveu durante meses à ocupação russa.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT