Animais

Gata desaparecida há 4 meses é encontrada com filhotes em central termoelétrica

Bella e as crias foram transportados para um abrigo local. Só após algumas semanas conseguirem localizar os seus tutores.
Bella com os seus quatro filhotes.

Garry Black e Terry Amor, dois trabalhadores de uma empresa de energia do Reino Unido, estavam a preparar-se para fazer instalações numa central termoelétrica quando tiveram uma surpresa. Ao abrirem a porta de proteção de um quadro elétrico, a dupla encontrou Bella, uma Gata de Pelo Curto Inglesa, e quatro filhotes escondidos.

“Trabalhamos em todas as áreas no centro-sul de Inglaterra, e às vezes vemos pássaros e pequenos animais ao redor das centrais, pois o equipamento pode fornecer algum calor durante os meses de inverno. Mas não esperávamos encontrar cinco felinos saudáveis ​​quando removemos a porta do quatro elétrico”, disse Garry Black num comunicado partilhado pela empresa.

Após garantirem que os felinos estavam seguros e distantes dos fios de alta tensão, entraram em contacto com a Cat’s Protection, uma associação de resgate de gatos. Com a ajuda de voluntários, Garry e Terry auxiliaram na retirada dos felinos, que foram transportados para o abrigo. Lá, descobriram que as crias eram dois machos e duas fêmeas, tinham menos de duas semanas de vida e estavam todos saudáveis.

“Achamos que a mãe se pode ter encolhido para entrar através da pequena abertura de ventilação antes de ter os gatinhos”, explica Garry. “Teria sido difícil para ela entrar e sair do pequeno espaço carregando cada um”. Como resultado, a felina acabou por ficar “presa” com os filhotes e é estimado que saísse sozinha para arranjar comida.

Na Cat’s Protection de Southampton, área onde foram encontrados, Bella, que estava bem saúde e é de uma raça considerada cara, foi analisada à procura de um microchip. No entanto, os cuidadores ficaram surpreendidos quando não encontraram nenhum. Começaram então a fazer investigações para encontrarem os seus tutores, mas sem sucesso.

Nesta terça-feira, 27 de setembro, quase um mês após o resgate, levaram Bella a um novo veterinário e fizeram uma nova descoberta: o seu microchip tinha migrado do local habitual (atrás da orelha), sendo este o motivo de não o terem encontrado quando foi resgatada. “É extremamente incomum que um microchip se mova, mas felizmente, uma vez que tivemos os detalhes, conseguimos entrar em contato com os donos e descobrimos que sua gata Bella havia desaparecido em maio”, disse Steve Ridd, fundador da Cat’s Protection.

“Eles ficaram encantados por terem a sua gata de volta, mas recentemente adotaram outro gatinho porque acreditavam que Bella tinha ido embora para sempre e então pediram-nos para arranjarmos lares para as suas crias. Agora, com dez semanas de idade, os filhotes receberam as suas primeiras vacinas e todos encontraram novos lares”.

Já a dupla responsável pelo resgate dos felinos não poderia ter ficado mais feliz. “Garry e eu soubemos assim que a vimos que tínhamos que fazer o melhor para ela e os seus gatinhos”, disse Terry. “As centrais podem ser lugares perigosos e são bem protegidas para impedir o acesso — deliberado ou acidental — por isso estamos muito satisfeitos em saber que todos os nossos cinco felinos resgatados estão bem de saúde, ilesos e que os gatinhos agora podem começar sua próxima aventura com seus novos donos”, concluiu.

Carregue na galeria para saber mais sobre o resgate.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT

-->