Animais

Gatos de rua de colónia lisboeta vão ter abrigos amigos do ambiente

Os abrigos promovem a pegada verde e inclusão: foram feitos por utentes da Associação de Paralisia Cerebral a partir de bidões.
Feitos com muito amor.

As necessidades dos animais de rua estão, cada vez, mais na ordem do dia. Há mesmo partidos que, nos seus programas eleitorais para as legislativas de 10 de março, defendem o estatuto de animal comunitário. E o País tem também visto crescer, pela mão de amigos dos gatos e com a ajuda das freguesias, abrigos para os bichanos que não têm um lar. Agora chegou a vez de os bigodes que vivem na colónia da Tapada das Necessidades, em Lisboa, terem também casinhas especiais.

É já esta sexta-feira, 1 de março, que a Provedoria Municipal dos Animais de Lisboa inaugura a colocação destes abrigos amigos do ambiente – já que são feitos a partir de bidões de metal – sendo a colónia da Tapada das Necessidades a primeira a receber três exemplares muito especiais. É que, “além de uma forma ‘agatada’, foram carinhosamente decorados por utentes da Associação de Paralisia Cerebral de Lisboa”, diz Pedro Emanuel Paiva, provedor dos animais na autarquia.

E o projeto não vai ficar por aqui, já que a ideia é espalhar mais destes abrigos noutras colónias controladas – em que os gatos estão esterilizados e são alimentados por cuidadores – da cidade. Para o provedor, a proteção dos animais “faz mais sentido se protegermos também o planeta”. Por isso, explica, “era imperativo que qualquer solução desta natureza fosse um exemplo de economia circular e consequente redução da pegada de carbono”. A prová-lo estão estes abrigos que vão hoje ser instalados na Tapada das Necessidades, que foram concebidos a partir de bidões de metal, cujo destino final seria uma sucata.

Abrigos feitos com amor e materiais amigos do ambiente

A Provedoria quis ir mais longe e também não abdicou de que os abrigos fossem igualmente um exemplo de inclusão, “reforçando a harmonia entre humanos e animais”, aponta Pedro Emanuel Paiva. O desafio foi respondido com entusiasmo pelo Centro Nuno Belmar da Costa da Associação de Paralisia Cerebral de Lisboa (APCL), onde os utentes personalizaram as unidades que serão agora a casa de alguns dos gatos da referida colónia.

abrigos
Que catitas.

“Estas iniciativas são de enorme importância. Além de participarmos numa ação fantástica em prol do bem-estar animal, com a decoração dos abrigos, estamos a promover a capacidade de os nossos utentes expressarem com alegria a sua criatividade e dinamismo”, sublinha em comunicado Odete Nunes, coordenadora técnica do Centro Nuno Belmar da Costa.

Sobre a iniciativa da colocação de abrigos nas colónias de gatos, o provedor dos animais recorda que “não nos podemos esquecer de assegurar também a segurança e a proteção dos gatos que vivem nas ruas, que vão muito para além das suas necessidades de alimentação”. Com base no acompanhamento de proximidade que tem feito do fenómeno das colónias, Pedro Emanuel Paiva enfatiza a necessidade de uma operação como a que a Provedoria está a realizar: “os abrigos para estes animais são tão escassos que nalguns locais nem uma unidade existe”.

Há cerca de 1.500 colónias sinalizadas em Lisboa

Neste âmbito, também o programa Capturar, Esterilizar e Devolver (CED) “é de extrema importância para garantir e salvaguardar o bem-estar dos felinos de rua e a saúde pública”, refere a Provedoria. Estão sinalizadas em Lisboa cerca de 1.500 colónias de gatos CED, com aproximadamente 13 mil pequenos felinos a viver na rua, estando identificada uma profunda de necessidade de proporcionar abrigos e pontos de alimentação. “Este será um projeto inacabado. Estamos unidos nas diferenças e nos esforços para que a proteção seja um garante de todas as formas de vida”, diz o provedor.

“Eles merecem o melhor de nós, porque dão-nos incondicionalmente amor – e, por isso, tudo o que possa ser feito será sempre pouco e é um trabalho inacabado”, salienta Pedro Emanuel Paiva à PiT ao falar dos esforços da Provedoria para assegurar melhores condições para todos os animais de Lisboa.

Percorra a galeria e veja os abrigos que vão ser colocados na Tapada das Necessidades e que foram feitos com muito carinho e amor.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT