Animais

Incêndios voltam a assustar associações do País. Em Mafra foram retirados 46 animais

Sem vítimas humanas ou animais a registar, graças à intervenção atempada de voluntários, os fogos de domingo foram intensos.
Na Arca do Amor houve muita solidariedade.

Os fogos continuaram, este domingo, a não dar tréguas em muitas zonas do País. Foi o caso de Mafra, onde um incêndio grave na Venda do Pinheiro e Santo Estêvão das Galés – Avessada levou à intervenção de mais de 500 operacionais e 151 carros de bombeiros.

Muitas pessoas e animais tiveram de ser retiradas por precaução. Foi o caso dos animais da Associação Arca do Amor, da protetora Paula Vitória: 46 cães foram retirados com a ajuda do IRA – Intervenção e Resgate Animal e de outros voluntários, como Janey Vasconcelos, Maria do Céu e Joana Siro.

“Terminámos o processo de evacuação e prevenção para socorro de pessoas e animais. Do primeiro abrigo foram retirados 46 animais, graças à ajuda de Irados e Iradas que se apressaram a deslocar-se ao local com as suas viaturas e transportadoras. Permaneceram quatro animais assilvestrados que não se deixavam apanhar. Contudo, foram dadas instruções à proprietária para abrir a porta dos parques em caso de risco imediato”, escreveu o IRA ao final da noite.

Aquela não foi a única intervenção. “Logo a seguir houve uma mobilização total dos nossos meios para Santo Estêvão das Galés, localidade para onde o fogo se dirigia. Após retirarmos vários animais e pessoas das casas na trajetória do fogo, fomos chamados para um hotel canino nas proximidades. Felizmente, ao longo do início da noite, o fogo foi sendo controlado graças ao trabalho incansável de todos os elementos bombeiros presentes. Obrigado também aos militares da GNR e aos populares pela colaboração e rápida intervenção. Agora descansamos”, remata o post do IRA.


O apelo de Paula Vitória não foi em vão e rapidamente se espalhou pelo Facebook: “Por favor, tenho fogo perto do abrigo. Ajudem-nos, deixo meu contato. O fogo é mesmo à nossa frente, estou sozinha com os cães. Já liguei aos bombeiros e eles não sabem se vai alastrar. Ajudem-nos”. A ajuda chegou e todos os animais estão a salvo.

No entanto, a noite não foi descansada. Havia que cuidar dos cães silvestres, por isso Paula ficou lá com eles, conforme anunciou num post onde agradeceu toda a ajuda recebida.

Este não foi o único susto de domingo para quem cuida de abrigos de animais. Cristina Fernandes, que tem ao seu cuidado muitos animais resgatados, viu o perigo de perto, em Santo Tirso. Havia fogo muito perto da sua casa e a informação correu veloz no Facebook. “A Cristina tem muitos animais resgatados. Ao longo dos anos ajudou muita gente. Agora é ela que precisa de ajuda”, apelou uma outra protetora, Dolores Silva.

Felizmente correu tudo bem e não foi necessário retirar os animais. Ao final do dia, Cristina escrevia que “aparentemente o perigo já passou”. “Quero agradecer de coração a todos os que, da forma que conseguiram, ofereceram ajuda. É tão gratificante saber que podemos contar com os amigos, mesmo aqueles que nem conhecemos pessoalmente, mas que nestas situações estão prontos a ajudar. Obrigada, de coração”, escreveu, publicando depois algumas fotos dos seus patudos.

Percorra a galeria para ver algumas fotos do incêndio e resgate na zona de Mafra publicadas pelo IRA e por Janey Vasconcelos.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT

-->