Animais

Inconcebível. IRA resgata 25 gatos fechados num armazém degradado em Lisboa

Depois desta operação em Santa Apolónia, o grupo de intervenção ainda salvou outro felino numa casa devoluta na Penha de França.
Frimufilms/Freepik.

Os protetores da causa animal não têm tido mãos a medir perante sucessivos casos – sobretudo de cães e gatos – em que é necessária ajuda urgente. E este arranque de ano não está a ser exceção, com o grupo Intervenção e Resgate Animal (IRA) chamado a intervir na terça-feira, 2 de janeiro, em duas situações em Lisboa.

A primeira aconteceu logo ao início da tarde e obrigou a uma ação prolongada. “No seguimento da intervenção e cooperação entre o IRA e a PSP, num armazém em ruínas e ocupado na zona de Santa Apolónia – Lisboa, estão a ser recolhidos 25 animais com recurso a diversos métodos, maioritariamente armadilhas de captura coletiva”, sublinhou o grupo de resgate numa publicação no Instagram com um vídeo de parte da operação.

Esta intervenção, explicou o IRA, “deve-se ao facto de vários animais se encontrarem fechados, doentes e sem quaisquer condições de bem-estar”.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Intervenção e Resgate Animal (@intervencaoresgateanimal)


“Além da queixa que levou à descoberta deste espaço e desta situação, foi possível verificar a existência de inúmeras bicicletas acumuladas/escondidas, algumas delas furtadas e já identificadas pelos agentes da PSP. Sendo o armazém propriedade do Estado, o mesmo irá vedar qualquer acesso ao seu interior após finalizarmos a recolha dos animais”, apontou o grupo.

Ainda na legenda do vídeo, o IRA referia que “graças à cooperação dos agentes da 2ª esquadra da Baixa Pombalina”, estava a ser possível a rápida resolução do caso. “Contactámos com a Casa dos Animais de Lisboa para a posterior castração/esterilização dos gatos”, informou ainda a equipa de resgate.

IRA ainda resgatou mais um gato

Desengane-se quem pensar que a atividade de terça-feira foi dada por terminada com esta operação. Ao final do dia, o IRA publicou o vídeo de um outro resgate igualmente demorado. “Denúncia para gato em risco imediato de vida, no interior de uma habitação devoluta em Lisboa”, explicou.


“O animal, bastante prostrado, ficou preso num ramal de canalização comum a um prédio devoluto em Lisboa, pertencente à Gebalis. Num resgate que durou várias horas à chuva até se retirar o animal em segurança, contou com a colaboração dos agentes da 11ª esquadra da PSP – Penha de França”, contou o grupo de intervenção. O gato foi transportado pela equipa do IRA para o hospital veterinário mais próximo, a fim de ser internado e examinado.

Desde 2016 que o IRA tem retirado muitos animais de condições miseráveis. Nestes anos de atuação, o grupo já realizou inúmeras intervenções em incêndios e cheias, centenas de resgates, ações sociais de ajuda aos sem-abrigo, apoio na Ucrânia e Turquia, e ajuda com donativos em géneros a famílias carenciadas. Percorra a galeria para ver alguns dos resgates do IRA no último ano e meio.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT