Animais

IRA resgata cão doente e acorrentado. “Agora começa o princípio da sua nova vida”

O grupo vai dar ao patudo a vida que parece nunca ter tido. Não tinha água nem comida, agora vai ter tudo a que tem direito.
O inferno acabou.

Há animais que passam uma vida inteira a sofrer maus-tratos. Seja porque os agridem, porque os mantêm à corrente, sem quaisquer condições dignas, ou porque não lhes fornecem os cuidados básicos, muitos deles definham ao longo da sua existência sem saberem o que é um carinho, uma cama fofa ou um afago. Era esta a situação de um cão agora resgatado pelo grupo Intervenção e Resgate Animal (IRA) e que viu, assim, a sua vida mudar para melhor.

“Sem água, sem comida, visivelmente doente e assustado, acorrentado, magro, abandonado. Este seu olhar não consegue perceber porque estão duas pessoas de negro paradas a observá-lo. Mas o que ele não imagina é que agora começa o princípio da sua nova vida”, escreve o IRA num post publicado na quarta-feira, 10 de abril.

IRA vai formalizar queixa

Na publicação, onde se vê a foto do patudo – que é de cortar o coração –, o grupo de intervenção aguardava ainda pela presença da GNR de Colares – Sintra para dar início às diligências judiciais. Porque em qualquer situação de maus-tratos, há que denunciar nas devidas instâncias, no âmbito da lei de 2014 que criminaliza os maus-tratos a animais de companhia e que foi recentemente validada pelo Tribunal Constitucional.

Para este amigo de quatro patas, a sua vida começa verdadeiramente agora. E na noite passada já dormiu quentinho e com a barriga aconchegada.

O IRA, recorde-se, tem núcleos em três zonas do país – Grande Lisboa, Grande Porto e ilha de São Miguel – e desde 2016 que tem resgatado muitos animais em condições miseráveis. Nestes anos de atuação, o grupo já realizou inúmeras intervenções em incêndios e cheias, centenas de resgates, ações sociais de ajuda aos sem-abrigo, apoio na Ucrânia e Turquia, e ajuda com donativos em géneros a famílias carenciadas.

Percorra a galeria para ver alguns dos resgates do IRA nos últimos tempos.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT