Animais

Médicos do IPFace tratam dos rostos humanos. Agora vão aquecer o coração dos animais

O instituto lança campanha para angariar mantimentos para a Coração100Dono, associação que conheceram através da PiT.
David Sanz e David Ângelo.

É a altura mais solidária do ano, mas também uma das mais difíceis para as associações animais. Os donativos são muitas vezes deixados de lado na altura das festas e os centros de resgates têm de pensar em alternativas para conseguirem continuar a apoiar os milhares de cães e gatos que acolhem. Foi a pensar nisso que o Instituto Português da Face (IPFace) resolveu ajudar aqueles que mais precisam.

A partir da próxima segunda-feira, 4 de dezembro, o IPFace irá disponibilizar durante todo o mês uma caixa na sua sede em Lisboa para todos os interessados deixarem mantimentos para a Coração100dono, fundada por Marisa Teixeira para cuidar dos animais que ninguém quer. Além disso, deixa um apelo para os portugueses que não puderem lá ir, fazerem donativos monetários diretamente para a associação.

O instituto foi fundado em 2016 pelos médicos David Sanz e David Ângelo, especializados na área da cirurgia ortognática e disfunção da articulação temporomandibular (ATM). E o trabalho que exercem nunca foi a única semelhança que partilham. A dupla é também apaixonada pelos patudos e pela causa animal.

Em casa, David Sanz deixa a bata de lado e torna-se no tutor das rafeiras Bimba e Pepa, encontradas e resgatadas “no meio do mato” pelo próprio. Na altura, com cerca de um ano, não tinham microchip e o médico resolveu acolhê-las. Já Lolo, o cão da sua namorada, chegou para trazer alegria às duas fêmeas.

David Ângelo, por sua vez, tem o atrevido Tito, um Teckel de quase cinco anos. Foi precisamente na altura do Natal que o patudo chegou à família depois do profissional de saúde ir buscá-lo em Marinha Grande, Leiria. “Era o mais rebelde de todos. A senhora disse-me ‘Se você quiser um cão rebelde, leve este. Se quiser um mais calminho, leve aquele'”, recorda à PiT.

O médico não pensou duas vezes e decidiu apostar na sorte grande. “Ele revelou-se um grande rebelde”, confessa. “É muito atrevido e está sempre a meter-se com cães maiores. Aos mais pequenos, não liga nada mas aos grandes quer desafiá-los”, afirma. Contudo, também sabe ser meigo e em casa, é muito mimado pela família.

“Já não conseguimos imaginar a nossa vida sem ele. É parte da família e a minha filha adora-o. Acho que gosta mais do Tito do que do pai” brinca. “Está na creche sempre a dizer ‘Tito,Tito,Tito’, é o grande amor da vida dela”.

Tito, Bimba e Pepa.

Conheceram a associação através da PiT

A 15 de março, a Coração100dono venceu o Prémio PiT – Associação do Ano, durante a primeira gala de entrega dos Prémios NiT. Com sala cheia no Teatro Tivoli BBVA, em Lisboa, centenas de pessoas reuniram-se para celebrar o lifestyle, nas categorias do sexto site mais lido do País, com 5,8 milhões de leitores em 2022: da Cultura à Comida, passando pelas Compras e FiT, e viajando para Fora de Casa.

O refúgio de Marisa Teixeira, na serra da Goldra, em Loulé,  foi homenageado por todos que lá estavam e com lágrimas nos olhos, a presidente não precisou de muitas palavras para agradecer o reconhecimento por todo o trabalho desenvolvido: “Obrigada à NiT, por nos ter colocado na rota dos prémios, e a todos aqueles que não ficam indiferentes à crueldade, ao sofrimento e abandono”, rematou.

Foi precisamente nesta altura, através das histórias e acompanhamentos sobre a associação e os seus animais partilhados pela PiT, que fez com que o IPFace conhecesse a Coração100dono e resolvesse, pela primeira vez, fazer uma angariação de fundos e bens para ajudar os animais.

Natural do Alentejo, Marisa vive desde os seus 14 anos no Algarve. À PiT, confessou que nunca pensou em ter um centro de proteção animal – “para os tratarmos e gostarmos dele, penso que não é preciso ser-se uma associação”. Acontece que a vida a levou precisamente até aí.

“Era voluntária numa associação em que a pessoa responsável teve de ir embora e deixou cerca de 100 animais. Houve um grupo, do qual eu fazia parte, que ficou responsável por realojá-los”, explicou. E o resto, é história…

Hoje, faz o impossível pelos seus filhos de quatro patas e desta vez, não vai ser diferente. Com a ajuda dos portugueses que visitarem o instituto para deixarem os bens, pretende arrecadar mantimentos como mantas, peitorais, camas, alimentos, produtos para limpeza (sem lixívia), medicamentos como betadine, soro fisiológico, água oxigenada e Lepicortinolo (para o tratamento da leishmaniose), entre outros. 

O IPFace nasceu em maio de 2016, durante um estágio de cirurgia maxilofacial com os dois médicos fundadores no Centro Hospitalar Universitário de Coimbra (CHUC).  Ambos “sentiam a necessidade” de criar e desenvolver um centro de referência internacional para tratamentos da face, focando-se ainda na investigação e formação, sendo estes os dois pilares para o sucesso na área.

Enquanto espera para o arranque da campanha, pode já enviar donativos monetários para a Coração100dono através do IBAN (РТ50 0007 0000001029403782 3) e do MBWay (919178093). O IPFace está localizado no quinto andar do número 71 da Rua Tomás Ribeiro, em Lisboa.

De seguida, carregue na galeria para conhecer os cães dos fundadores da IPFace e alguns dos animais da Coração100dono.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT