Animais

Mulher adota nova cadela e descobre conexão surpreendente com o seu falecido cão

Kaitlyn disse adeus ao antigo companheiro de quatro patas há meses. Quando decidiu adotar outro, não acreditou na coincidência.

Há quem acredite que os animais cuidam dos seus donos mesmo depois da morte. Em “Juntos Para Sempre”, um filme de Lasse Hallström, um cão tem diversas reencarnações na Terra e apesar de ir sempre para diferentes famílias, tem o sonho de encontrar o seu primeiro tutor. Crenças à parte, a verdade é que os patudos têm um amor inexplicável pelos seus responsáveis e há histórias que é difícil não nos emocionar. A de Kaitlyn é uma delas.

Quando a tutora se despediu recentemente do companheiro de vida, o cão Jo, foi difícil lidar com a perda. Para tentar seguir em frente e ajudar outros cães que não tiveram a mesma sorte de serem adotados, doou todos os seus pertences a um centro de resgate animal na cidade de Bloomsburg, no Estado da Pensilvânia, Estados Unidos.

Meses depois, quando já estava preparada para dar as boas vindas a uma nova companheira, entrou em contacto com o abrigo para ir conhecer Ella, uma cadela mix de Pitbull. “Na passada semana, a nossa gerente abriu o seu e-mail com uma mensagem que esperamos ver dia após dia nos últimos sete anos”, começou por contar a associação. “O assunto era: ‘Interessada em adotar Ella’. Ella, a nossa residente mais antiga”.

Kaitlyn explicou que Jo havia morrido há poucos meses e que agora estava disposta a ajudar um outro animal. O abrigo agendou então um encontro entre Ella e a possível adotante para terem a certeza de que eram a combinação perfeita. E assim que a amante de animais lá chegou, não houve dúvidas,

“Quando a Ella viu a Kaitlyn pela primeira vez, acho que ela já sabia que aquela era a sua pessoa”, partilhou, acrescentando que a Pitbull sofre de agressividade por medo, isto é, ataca quando não se sente segura. “Ela precisa de várias visitas até se sentir confortável com alguém, mas não foi preciso de nada disso com a Kaitlyn. Era como se Ella a tivesse escolhido”.

A cadela correu até aos pés da mulher e em poucos segundos, deixou que ela a tocasse e oferecesse festas. Quando a dupla se acalmou, os voluntários perceberam que Kaitlyn tinha os seus olhos cheios de lágrimas e continuava a olhar para a bandana no pescoço de Ella. Até que finalmente disse: “Essa bandana pertencia a Jo. Doei todas quando ele morreu”.

A partir daí, a nova tutora não era a única a chorar — as voluntárias também não conseguiram conter as lágrimas. “Dos 20 cães no nosso abrigo no momento, escolhemos esta bandana em específico. A bandana de Jo foi para Ella. A Kaitlyn disse-nos: ‘Gosto de pensar nisso como um selo de aprovação de Jo'”.

A equipa disse que irá sentir a falta de cumprimentar a cadela todas as manhãs e de todos os bons momentos que viveu ao seu lado. Contudo, não poderia estar mais feliz pela fatura ter conseguido o que sempre esperou: um lar cheio de mimos.

Carregue na galeria para conhecer Kaitlyn e Ella, e recordar a história de Tim, o Chihuahua que também perdeu o seu melhor amigo e ganhou um novo.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT