Animais

Que delícia. Macaca Lyza adota gato bebé e trata-o como próprio filho

A primata vive numa reserva na Tailândia e foi surpreendida pela cria que recebeu muitos mimos, beijinhos e festas da "mamã".
É adorável.

Há quem diga que mãe é quem cuida e no coração de uma cabe sempre mais um. Não importa a espécie, a cor ou o tamanho, as mamãs — tanto humanas como no reino animal — têm sempre carinho e atenção extras para oferecer a quem precisa. E, convenhamos, não há nada melhor do que o colo de mãe (não importa a idade).

Na Jane Family, uma reserva natural de macacos na Tailândia que, como o nome indica, segue a família da macaca Jane, os tratadores captaram um momento ternurento entre os animais. E os primatas não foram os únicos protagonistas. Neste, Lyza, uma das fêmeas a viver no parque, é vista a cuidar de uma cria de gato com todo o amor do mundo.

A primata aproxima-se do bebé e, calmamente, começa a oferecer-lhe festas. Assim que percebe que o felino não está assustado e não pretende fugir, agarra-o e leva-o ao colo. Quando finalmente o solta, até aproveita para o limpar e o gatinho não resiste aos cuidados e pede ainda mais carinho, aconchegando-se com a nova mamã adotiva.

“O melhor momento de hoje”, escreveu o espaço. “A macaca Lyza tenta oferecer conforto para o gatinho com muito amor”, referiu. Já uma utilizadora, acrescentou: “Nós, humanos, poderíamos aprender algo com isso. Devemos oferecer mais carinho ao próximo”.

Em fevereiro, uma história semelhante conquistou o coração de milhares. Mas nesta, o contrário aconteceu. Abu, um macaco de oito meses, perdeu os pais assim que nasceu na Malásia. Desorientado e sozinho, a cria começou a viver sozinha mas não por muito tempo. Foi nas ruas do país que encontrou uma “mamã” adotiva: uma gata. A dupla tornou-se inseparável e a verdade é que é impossível saber ao certo quem adotou quem.

Num vídeo partilhado no TikTok que se tornou viral na altura, é possível ver o pequeno agarrado na gata de pelagem branca. Quando bebés, os macacos costumam passar horas pendurados na barriga da mãe para se aquecerem, sentirem-se protegidos e amamentar.

Carregue na galeria para ver fotografais da dupla.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT