Animais

Zoos de todo o mundo dão gelados aos animais para enfrentarem a onda de calor

Os petiscos retirados do congelador deverão continuar a ser “o prato do dia” durante muito tempo. Veja as fotos dos cardápios.
Zoo e Jardim Botânico de Oklahoma City, EUA.

A onda de calor que se faz sentir em muitas regiões do mundo, como a Europa e os Estados Unidos, com muitos países a enfrentarem temperaturas altíssimas e incêndios florestais, tem afetado enormemente pessoas e animais.

Se as pessoas podem ir gerindo da melhor forma que conseguem a subida dos graus nos termómetros, já a maioria dos animais não tem a mesma capacidade. É o caso dos que habitam nos jardins zoológicos. Para combater a vaga de calor não basta providenciar sombras e, por isso, muitos zoos de todo o mundo estão uma vez mais a ajudar os seus animais de uma forma criativa: fazendo-lhes petiscos gelados, que eles agradecem e devoram num ápice.

Ao longo do último mês, os tratadores de jardins zoológicos, santuários de animais, centros de reprodução e conservação de espécies ameaçadas de extinção e parques de vida selvagem de variados locais do mundo têm preparado gelados de aspeto super apetitoso e partilhado as fotos – que estão a fazer as delícias de quem as vê (e de quem as come).

Entre os zoos que optaram por criar estes cardápios especiais estão, por exemplo, o de Madrid (Espanha), Roma (Itália), Antuérpia (Bélgica) e Londres (Reino Unido – como o Chessington World of Adventures Zoo e o ZLS London Zoo, por exemplo), bem como inúmeros outros nos Estados Unidos (Wyoming, Atlanta, Okhaloma City e Geórgia, entre muitos outros) e na Índia (Ludhiana, no Punjab, assim como Deli e Bombaim). Na Austrália, o Zoo de Adelaide segue a mesma tendência.

Os tratadores preparam gelados de fruta, vegetais, peixe e carne, consoante a dieta dos animais, e estas surpresas fresquíssimas são muito bem vindas por quem as recebe.

O calor está para continuar, por isso todo o cuidado é pouco. Há que manter os animais bem hidratados. Por isso, fotos como as que se seguem deverão ser “o prato do dia” na maior parte dos zoos, parques, santuários e centros de conservação da natureza pelo mundo fora.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT