Família

Atriz Mafalda Luís de Castro apela a família de acolhimento para gata bebé

A gatinha não tem mobilidade nas patas traseiras e não se sabe se é reversível. Foi encontrada durante um acampamento.
Frágil e a precisar de ajuda.

Mafalda Luís de Castro, atriz e ativista pelos direitos dos animais, fez um apelo nesta quinta-feira, na sua conta do Instagram. Há uma gata a precisar de ajuda e Mafalda pede a mobilização de quem possa acolhê-la, mesmo que temporariamente.

“Oi Ninas. Quem está por aqui pode ter percebido que fui nos últimos dias acampar para a natureza. E tenho uma coisa para partilhar com vocês… infelizmente aconteceu isto…”, começa por dizer na primeira story que publicou.

Em seguida surge a foto de uma gata bebé, com uma legenda: “atravessou-se à minha frente, num caminho de mato, a rastejar com a ajuda dos membros da frente apenas. Não mexe os de trás. Poderá ter sido atropelada ou nascido assim”.

Nova imagem, nova legenda. “É uma pequenina, cerca de um mês e meio, estava toda ela uma verdadeira pulga, desidratada e esfomeada [smile triste]. Já está no vet a ser avaliada e a previsão de voltar a andar é uma incógnita para já”.

Logo depois, surge a gatinha num novo vídeo, a comer. “Demos-lhe de comer e beber, medicação para aliviar possíveis dores, muito colo…”, conta Mafalda.

Novo vídeo, com música de adormecer bebés, e a gatinha a dormir refastelada num resguardo que Mafalda segura nas mãos. “Dormiu tanto que estávamos sempre a olhar para a barriguita a ver se respirava. Não teve um percurso nada fácil até a encontrarmos”, afirma a atriz.

Alguém por aí com tempo, paciência e muito amor?

Segue-se uma nova foto, com a bebé no ombro de Mafalda, e o apelo numa outra legenda: “precisamos com urgência de uma família de acolhimento temporário ou de adoção. Terá de ser alguém com muita disponibilidade de tempo (por exemplo quem trabalha em home office), paciência e, sobretudo, muito amor”.

“Peço muito que partilhem e que apenas mandem mensagem para mim se puderem ajudar. Muito grata”, remata.

Uma hora mais tarde, em nova story e com a gatinha ao colo, já em casa, Mafalda escreve: “Hey! És ou conheces alguma/um engenhocas que possa construir uma cadeirinha de rodas para a nossa bebé? Vamos precisar de uma micro, improvisada, porque vai crescer muito depressa e apenas faz sentido comprar uma para a vida quando atingir o seu tamanho maior. Ajudem, amiguinhas!”

Mafalda não fica por aqui. Num último vídeo, fala para todos os seguidores: “Por esta altura já devem estar com a lagriminha ao canto do olho… normal.. é um caso mesmo muito triste, mas com muita esperança de que acabe tudo bem”.

“Vou precisar mesmo muito da vossa ajuda, porque, como sabem, também sou mãe de gatos [aparece uma legenda em pleno vídeo: ‘de gatos e não só, Jaiminho rosnou agora’] e tenho uma situação especialmente difícil, estou a passar um momento também difícil com os meus gatos. E eu não posso desdobrar-me mais. Mesmo”.

Mafalda, que se apresenta como “rafeira vegana”, conta que a gatinha está de momento em sua casa, mas que precisa mesmo de lhe arranjar, “pelo menos para já”, uma família de acolhimento temporário. “E depois uma ganda família de adoção que lhe dê muito amor e cuidados”.

A atriz volta a pedir que a contactem apenas se puderem ajudar. “Agradeço imenso as mensagens que possam surgir, porque já não é a primeira vez que tenho um caso destes em mãos, e peço mesmo muita consideração por mim quando vos peço que apenas me enviem mensagem se puderem de facto ajudar ou se conhecerem alguém que possa ajudar, porque é muito difícil ter uma vida e um trabalho e ser mãe de animais e estar com a caixa de mensagens cheia apenas de pessoas a perguntar o que é que aconteceu ou como é que a encontrei”.

“Se não puderem ajudar, eu percebo a curiosidade, porque são pessoas preocupadas certamente com esta situação, mas peço-vos que tenham mesmo consideração, está bem?”, remata Mafalda, agradecendo a todos.

É atriz desde os 11 anos, faz dobragens e adora animais

A carreira de Mafalda Luís de Castro, nascida a 12 de agosto de 1989, começou em 2001, quando participou na telenovela “Olhos de Água”, da TVI – que se estreou em fevereiro desse ano. E foi um feliz acaso esta sua entrada na representação aos 11 anos, até porque a sua ideia era ser ginasta profissional ou jornalista, como os pais.

“A minha irmã [Joana Castro] é que nasceu com esta vocação e sonho. E eu também queria por imitação, a verdade é essa. Nós íamos aos castings juntas e tudo. Até que um dia fiquei eu num casting que era para ela. Foi um processo complicado porque a minha irmã Joana era adolescente eu tinha apenas 11 anos. Ela ia fazer o casting para a novela ‘Olhos de Água’, eu ia só acompanhar e, quando chegámos, o António Pedro Cerdeira, que estava a fazer o casting, olhou para mim e disse que eu tinha o perfil ideal e acabei por ficar”, contou em entrevista à “Flash” em 2018.

Desde aí, foi participando em telenovelas e séries, tendo sido protagonista na série juvenil “Lua Vermelha”, da SIC, onde faz o papel de Isabel, uma humana que está apaixonada por um vampiro.

De vez em quando precisa de se distanciar um pouco do mundo das câmaras e aponta a outros caminhos. Mafalda faz também dobragens e teatro, tendo feito parte do elenco da peça “O Senhor Puntila e o seu Criado Matti”, de Bertolt Brecht.

A par da sua carreira profissional, a paixão pelos animais levou-a, desde cedo a ser voluntária na associação Chão dos Bichos, e a adotar cães e gatos – que trata como filhos. E diz ser “uma mãe muito dedicada”, coisa que com uma novela é mais complicado”. “Para verem, metade do meu dia, normalmente, quando não estou a gravar, é passado a passear cães, a dar medicamentos, a limpar areias de gatos porque eu quero que esta minha família não humana seja feliz. E eu quero desfrutar do meu tempo com eles”, contou na mesma entrevista.

Tinha 24 anos quando começou a mudar a sua alimentação, tornando-se vegetariana. O processo continuou, foi deixando também de comer derivados animais, como leite e ovos, e tornou-se vegan.

Conhecida defensora da abolição da tauromaquia, sobre esse “espetáculo” disse em 2019 à plataforma Portugal sem Tourada: “A tourada nunca devia ter sobrevivido até hoje e é inacreditável que no século XXI ainda exista”. “Deixem os animais em paz!”, apelou.

Agora, o apelo é também feito para mais uma vida que conta. A de uma gatinha bebé, que não se sabe se um dia vai andar por meio próprio, que precisa de um colo de amor e disponibilidade para cuidar dela.

Percorra a galeria para ver algumas fotos da atriz ao longo dos últimos anos, e a sua paixão pelos animais.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT

-->