Família

Balú esteve oito anos num canil. Finalmente, conseguiu uma casa só para si

Uma família de Coimbra apaixonou-se pelo patudo, que nunca tinha tido um lar. Já está na nova casa e a adorar cada segundo.
A nova vida de Balú.

Para um animal que só conhece a realidade de um canil, os dias passam com a monotonia daquele tempo que parece ter pouco mais para mostrar. Quando há funcionários ou voluntários da causa animal que conseguem levá-los a passear um pouco, a vida subitamente parece ter mais cor. Que patudo não gosta de uma boa passeata, com mil e uma paragens para sentir cada novo cheiro? Era assim a vida de Balú, que estava num canil desde os três meses de idade. Agora, com oito anos, saiu da sua box para não mais voltar. Foi adotado e não poderia estar mais feliz.

Balú deu entrada no canil municipal de Tarouca – distrito de Viseu – quando era ainda um bebé, em 2016. “Tinha três meses de idade. Já se passaram quase oito anos. Passou toda a infância na box e não sabemos se não irá passar a sua vida inteira por detrás das grades”, lamentava em abril à PiT uma das voluntárias da Associação de Amigos dos Animais de Tarouca que costumava ir passeá-lo..

“Vamos ver se conseguimos uma boa família para este querido”, dizia a mesma protetora, com esperança na voz, quando contou a sua história à PiT. No entanto, essa esperança por vezes parecia querer esmorecer, porque os dias e anos iam passando e não surgiam interessados no Balú. Até agora.

Perante este desfecho, a alegria das voluntárias da associação não poderia ser maior. Por cada novo patudo que sai do canil, há uma renovada felicidade que é difícil de colocar em palavras. “São vários os momentos maus que nos levam a querer desistir. Sai um patudo, entram dez. E isso desgasta-nos e desanima-nos. Temos que ir buscar forças. São finais felizes como estes que renovam as nossas forças”, diz à PiT a protetora que contou a sua história.

Balú dá mais coragem para acreditar em finais felizes

São também estes finais felizes, sublinha, “que nos dão coragem para continuar a procurar fazer o bem, da maneira possível. Seja através de uma adoção, seja através de um passeio dos animais do canil, seja através de uma sessão fotográfica que permita a divulgação dos patudos”. E esse esforço e espírito de iniciativa vai dando frutos, apesar de haver ainda muitos animais sem casa.

Toda a nova família de Balú é apaixonada por animais. “Há muitos anos se dedicam à causa animal, em colaboração com associações, mas também a título particular. Foi fácil perceber que se tinham apaixonado pelo Balú e que estavam ansiosos por abrir as portas do seu lar e do seu coração para ele”, conta a associação. “Assim, é com imensa alegria que partilhamos que o Balú encontrou finalmente uma família espetacular que irá proporcionar-lhe o carinho e a segurança que sempre mereceu. E estamos certos de que trará muita felicidade ao seu novo lar e será um companheiro leal e dedicado. Estamos extremamente gratos a esta maravilhosa família por terem escolhido o Balú. Graças à Francisca e familiares, o Balú terá a oportunidade de viver uma vida cheia de amor e alegria na sua nova casa em Coimbra”.

O segredo é nunca deixar de acreditar. Porque, por mais anos que demore, todos os patudos podem um dia vir a ter a alegria de sair de um canil ou de um abrigo rumo ao seu lar definitivo. O Balú que o diga. Percorra a galeria para ver algumas fotos deste doce patudo, que teve finalmente a sua oportunidade.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT