Família

Bob nunca foi uma cat person. Até conhecer este gato rabugento

O homem é alérgico a gatos, mas agora já não consegue viver sem o felino, que o segue (mesmo) para todos os lados.
Vêem as semelhanças?

El Jefe foi resgatado no limite. O gato rechonchudo foi encontrado por Alice, uma protetora animal nas gélidas ruas de Shuswap, na província da Colúmbia Britânica, no Canadá, com o corpo coberto de neve. Passado alguns meses, agora dorme no colo quentinho de Bob, um homem que nunca foi uma cat person — e se não bastasse, é alérgico aos felinos.

“Quando a Alice nos disse sobre um gato que era descrito como um miúdo rabugento, com as bochechas grandes, os olhos caídos e sem pescoço, o Bob disse: ‘Parece perfeito, é como eu'”, contou a sua mulher, Jo-Anne Maynes, numa publicação no Facebook. O casal tinha acabado de voltar de viagem e, apesar das alergias de Bob, decidiu dar uma oportunidade ao felino. E não demorou até ele conquistar o novo tutor.

El Jefe (o chefe, em espanhol), chegou com toda a força à casa da família e escolheu Bob para amar. O gato tornou-se obcecado com o novo tutor, que é mesmo idêntico a ele, e recusa-se a sair do seu lado. Em troca, Bob tem de tomar antialérgicos todas as noites, mas não se arrepende. Pelo contrário, também está rendido ao “gémeo” de quatro patas.

“Ele entrou como chefe que é e roçou-se em nós”, recordou a dona ao site “Love Meow”. “Esperávamos que ele fosse arisco ou tímido, mas logo percebemos que não”, acrescentou.

São inseparáveis.

Desde o início, Jefe  tentou conquistar o humano gigante que se parecia consigo de todas as formas. Na primeira semana no novo lar, o homem acordou com o felino a dar lambidelas no seu cabelo, como se fosse um dos seus filhotes. “Isso foi mesmo um sinal de carinho e amor dado por ele”, garantiu Jo-Anne.

Noutro dia, enquanto o tutor trabalhava na garagem de casa, a fazer uma nova mesa, o gato lá ficou, deitado a observá-lo. Mesmo quando Bob ligou as máquinas barulhentas, Jefe recusou-se a deixá-lo sozinho.

Nos primeiros dias, quando ainda era família de acolhimento do rechonchudo, Jo-Anne percebeu que o marido estava sempre a espirrar e chegou a perguntar-lhe se ele achava melhor devolver o gato. Mas o marido logo mudou a expressão e disse-lhe um “não” definitivo. “O Jefe é nosso para sempre e o seu lar é aqui”, apontou a mulher.

Bob e Jefe têm agora aventuras diárias e quem os vê, pensa que estiveram juntos uma vida inteira. “Ele senta-se próximo de Bob enquanto ele corta lenha do lado de fora para a nossa fogueira. Ele foi connosco na carrinha do meu marido. O antigo cão favorito de Bob, o Reggie, costumava acompanhá-lo na viatura quando ia trabalha, portanto o Bob adora ter El Jefe a viajar com ele”.

De seguida, carregue na galeria para saber mais sobre a relação da dupla rabugenta.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT