Família

Cadela maltratada por toxicodependente em Matosinhos já tem novo lar

A patuda, que terá para sempre uma cicatriz no focinho, está a viver cheia de amor e mimos em Matosinhos.
É muito meiga.

Há traumas físicos e aqueles que não vemos. Clio, anteriormente conhecida como Lua, passou mais de um ano a ser submetida a ambos. Agora, os medos que carregava — resultados da negligência e da violência física que sofreu — estão a ser trabalhados, e embora existam cicatrizes que não podem ser apagadas, a cadela recebeu uma segunda oportunidade.

Clio foi agora adotada, cerca de um mês depois de ter sido finalmente salva em Matosinhos, distrito do Porto. Hoje, a única preocupação que tem na nova família é a quantidade de mimos que vai receber durante o dia. “Ela deixa para trás uma vida de sofrimento e ganha finalmente a sua família e um lar onde terá uma cama confortável para dormir, carinho para dar e vender e onde irá aprender o verdadeiro significado de amor”, avança a ComRaça — Equipa de Resgate Animal.

A cadela vivia com um homem em situação de sem-abrigo e toxicodependente. Durante mais de um ano, os voluntários e cidadãos fizeram o possível para resgatar a patuda que era constantemente vista a ser “pontapeada e arrastada atrás de uma bicicleta”.

À PiT, na altura, Ana Pinto da Costa, fundadora do grupo de resgate, partilhou que o caso era “muito conhecido” em Matosinhos e o então tutor já tinha sido alvo de várias denúncias. “Foi um processo penoso, um desgaste emocional que apenas quem esteve dentro da situação conseguirá entender, foram muitas lágrimas para haver um final feliz”, partilhou.

Em fevereiro, foi conhecida a decisão do Ministério Público de entregar Clio à ComRaça, onde ganhou uma “nova oportunidade de vida”. Apesar dos maus tratos, é uma cadela calma e meiga. Ainda assim, tem as cicatrizes de um passado traumático. — “Tem uma marca no focinho, da corda que ele usava e onde nunca mais vais crescer pelo”.

Depois de receber o primeiro banho após o resgate, Lua, que foi batizada de Clio em homenagem a uma das nove musas gregas considerada a “protetora e ditadora da história”, foi encaminhada para um hotel de cães onde ficou até encontrar uma família.

De seguida, carregue na galeria para conhecer a simpática Clio.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT