Família

Cinco anos depois, cadela reencontra-se com a família. O resultado é emocionante

Não tinham a certeza de que ela iria reconhecer a tutora. Mas no momento que a viu, "não houve qualquer hesitação".
O alívio de Dottie foi nítido.

O telefone tocou. Tanya Ohanian, diretora do Evanston Animal Shelter, um abrigo em Illinois, nos Estados Unidos, atendeu a chamada. Era uma emergência. Uma cadela estava a andar pelas ruas do Condado de Cook. Ohanian pensou que seria de mais um animal vadio e dirigiu-se para o abrigo. No entanto, descobriu que, afinal, a cadela tinha chip.

Havia, porém, um problema. As informações não estavam atualizadas e a equipa do abrigo não tinha tantas esperanças de encontrar o seu tutor. Contudo, com a ajuda de uma organização local especializadas em chips, Tanya descobriu mais informações. A cadela chamava Dottie e estava desaparecida há cinco anos. 

Após a descoberta, a diretora imediatamente entrou em contacto com a família de Dottie. George Loving, o seu “papá”, não conseguia acreditar na notícia. “Chorei muitas noites pensando nela”, disse ao The Dodo.

George estava a trabalhar no fim de semana e só conseguia ir buscar Dottie na segunda-feira. Mas a sua mulher estava eufórica e imediatamente conduziu de Gary até Illinois (uma viagem de cerca de 75 quilómetros) para reencontrar-se com a cadela.

A tutora não tinha certeza de que Dottie a reconheceria. Mas não houve dúvidas. Num vídeo emocionante partilhado por Tanya, a patuda imediatamente relaxa de barriga para cima nos seus braços. “Não houve qualquer hesitação. Foi muito giro”, frisou Tanya.

A equipa do abrigo também não conseguiu conter as lágrimas e a diretora relembra: “Acho que estávamos todos a chorar”.

Não se sabe ao certo qual foi o percurso de Dottie nos últimos cinco anos. Mas uma coisa é certa: a cadela lutou para regressar a casa e agora pode finalmente voltar a vida normal com a sua família.

Carregue na galeria para conhecer Dottie.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT