Família

Danna tem 8 anos e ajudou a avó a encontrar o cão perdido. Bastou um desenho

A miúda sempre quis ser pintora e decidiu usar o hobby para ajudar a família a encontrar o cão Pirata, que fugiu de casa.
Um final feliz.

Pirata fez sempre jus ao nome e assim que teve a oportunidade de explorar o mundo lá fora, não resistiu. Quando a tutora Emília estava a limpar o quintal de casa na passada semana em Chetumal, no México, o cão de porte grande fugiu e já não foi visto. Desesperada, a idosa entrou em contacto com a família para a ajudar. E não estava a espera que Danna, a sua neta de oito anos, fosse a chave para encontrar o companheiro. 

“Quando a Danna descobriu que o Pirata tinha fugido, ela chorou porque sabia a dor que a avó estava a sentir”, disse Laura, mãe de Danna, ao site de animais “The Dodo”. Naquele dia, a miúda teve a ideia de fazer cartazes para ajudar a avó. Mas não recorreu às tecnologias para ajudar — decidiu apostar num método mais tradicional. 

Com uma caneta e um pedaço de papel, a jovem fez um desenho de Pirata Morgan com uma das características inconfundíveis do cão: uma mancha preto num dos olhos. Depois, escreveu as informações essenciais. “Procura-se”, lia-se em cima da ilustração do cão, que estava acompanhada ainda da morada de Emília e de um número de telemóvel. “Ela sempre quis ser pintora”, partilhou a mãe. 

O desenho de Danna.

Como só um não bastava, Danna fez várias cópias do primeiro desenho e, com a ajuda da avó, espalhou-as pela cidade. Nesta altura, o UrbanoZ Noticias, uma plataforma de notícias local, partilhou o desenho no Facebook e foi o suficiente para encontrar o patudo. “Não pensávamos que se tornaria viral”, confessou Laura. 

O desenho acabou por rodar o mundo e o patudo foi encontrado três dias depois, no mesmo bairro, a cerca de 30 quarteirões da casa onde vive com a dona. “A minha mãe ficou muito animada”, disse. “Assim que a Danna descobriu, ela correu para abraçá-lo”. 

Pirata regressou ao lar no mesmo dia e já voltou a aproveitar a vida ao lado de Emília, graças à pequena Danna. “Ela deixou-me muito orgulhosa”, apontou. “Moveu a cidade inteira com o seu desenho”.

De seguida, carregue na galeria para conhecer a família de Pirata.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT