Família

Cães de pata curta, seniores e gatos cuscos, estas escadas são para vocês

Os degraus são resistentes e têm boa aparência, ao mesmo tempo que são práticos. Um descanso para tutores preocupados.
Assim é muito mais fácil.

O seu cão é dos que têm autorização para estar no sofá, no cadeirão ou até na sua cama? Se for dos baixotes, não será fácil saltar para lá se não houver alguém por perto para o ajudar. Mas há solução: as escadas feitas a pensar neles.

Há de vários tamanhos e feitos, e com alturas diferentes, mas todas elas com a mesma função, que é evitar que o seu quatro patas se esforce a saltar, muitas vezes sem conseguir chegar onde quer.

As escadas podem nem ser para chegar ao sofá ou cama, por exemplo, mas sim para o seu patudo estar à sua altura, já que algumas têm conforto e largura suficiente para eles se enroscarem lá por cima, no último degrau.

Além disso, estas escadas não servem apenas para os cães mais pequenotes, mas também para os que estão adoentados e já são seniores e com menor agilidade.

Os cães até podem ser de porte grande mas sentirem dor ao saltar, ou terem problemas nas articulações, artrite ou displasia da anca, por exemplo, sendo por isso aconselhável que ao façam esforços.

Se tiver gatos em casa, é claro que eles também as vão usar. Dá para todos — e eles que o digam.

No mercado existem as escadas mais variadas para animais de estimação e algumas delas até trazem extras, como um ninho-casota incorporado ou degraus removíveis.

Este produto é uma garantia de segurança para o seu animal de estimação, porque facilita a descida ou subida, evitando os choques ou traumas que podem acontecer quando dão um mau salto.

As escadas são concebidas especialmente para uso interno, ao contrário das rampas para cães, que são usadas principalmente ao ar livre — para entrar e sair da bagageira de um carro, por exemplo.

Percorra a galeria para descobrir algumas das soluções apresentadas por várias marcas para estas escadas.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT

-->