Família

Esqueça os cat cafés. Este espaço tem mini pigs à solta a pedirem mimos e carinho

É proibido apanhá-los ao colo, mas as festas são sempre bem vindas (eles adoram). Quando adultos, vão viver com novas famílias.
São adoráveis.

Os mini pigs tornaram-se numa verdadeira febre nos últimos ano. Os porcos em miniatura, em português, são um autêntico sucesso na Internet e continuam a roubar corações em todos os continentes. Foi precisamente por isso que o Japão decidiu investir em vários cafés onde os amantes da espécie podem ir para conhecer os animais.

A Micro pig’s house, uma empresa sediada naquele país asiático, conta com 11 espaços, batizados de Mipig Cafe, onde os clientes podem ir passar uma manhã ou uma tarde ao lado de dezenas de mini pigs. Desde bebés a adultos, há de todos as cores e idades. Quando atingem a “maioridade” e habituam-se aos humanos, os animais saem do café e são adotados por novas famílias.

As regras são poucas, mas foram todas pensadas no bem-estar dos animais. Se estiver constipado ou doente, por exemplo, não poderá fazer uma reserva — os porcos contraem gripes e constipações dos humanos, explica o espaço. É também estritamente proibido apanhá-los e colocá-los ao colo, mas o café alerta: “Eles adoram festinhas e é provável que queiram fazer a sesta no seu colo”.

Todos os clientes são convidados a sentarem-se no chão e recebem mantas, tanto para uso próprio quanto para os animais. Muitos deles chegam mesmo a juntarem-se para dormir em cima dos humanos que encontram.

Nunca é demais…

Por causa das alterações genéticas, os mini pigs tendem a ter mais problemas que os restantes porcos, bem como uma expectativa de vida menor. Mas partilham outras características com os “primos”: são inteligentes, sociáveis e brincalhões.

Há camas e brinquedos espalhados pelo café

O primeiro espaço abriu em 2019, em Tóquio, a cerca de 15 minutos a pé da estação de comboios de Meguro. O café só foi possível após uma campanha de crowd-funding ajudar o proprietário a angariar 4,1 milhões de ienes (2,5 milhões de euros, à taxa de câmbio atual) para o investimento final.

Na idade adulta, os mini pigs atingem o tamanho de um cão da raça Corgi e cada um é especial. “Cada porco é único. Cada um tem a sua personalidade. Podes perceber que um é mais teimoso e o outro, mais gentil”, disse Shiho Kitagawa, diretor do Mipig Cafe, à EuroNews.

Por outro lado, há quem não concorde em manter os suínos em espaços como estes, que muitas vezes “são pequenos e não oferecem um ambiente natural”. “Deve ser stressante ser tocado e acariciado por vários estranhos”, referiu Sachiko Azuma, presidente da PEACE, uma organização contra a exploração animal, nomeadamente em laboratórios e jardins zoológicos privados.

Nos últimos anos, foram também vários os casos de criadores que enganaram os compradores e venderam animais que eram maiores do que o esperado. Como resultado, muitos suínos acabaram abandonados, mortos ou foram acolhidos por quintas e santuários. Esta é uma das principais problemáticas que envolvem os animais.

A Micro Pig’s house, por outro lado, garante que todos os seus porcos são “bem cuidados e submetidos a atividades diárias que necessitam”. Para conhecer um dos cafés, é preciso fazer um a reserva prévia e escolher o tempo que pretende lá ficar: 30 minutos ou uma hora. Os valores rondam entre os 14€ e 30€, respetivamente.

A seguir, carregue na galeria para conhecer o Mipig Cafe.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT