Família

Este “soldado” especial tem sido fundamental na resistência da Ucrânia

O gato foi fotografado esta semana pelas forças especiais. Os animais têm sido a principal companhia na linha da frente.
Está pronto para a luta.

Tem quatro patas e o corpo coberto de pelo, mas os amigos dizem que é um dos melhores soldados do exército ucraniano. Um gato cuja identidade não foi revelada por “motivos de segurança” posou ao lado de um outro soldado (desta vez, humano) numa fotografia partilhada esta terça-feira, 27 de fevereiro, pelas Forças Armadas da Ucrânia.

“Já viram um gato das forças especiais?”, lia-se na publicação no X (antigo Twitter). “O gato é extremamente secreto, por isso temos de ocultar a sua cara”, acrescentou. Na fotografia, o patudo tem um traço nos olhos, assim como o soldado humano, para não ter a identidade revelada — nem mesmos pelos melhores hackers.

A imagem tornou-se rapidamente viral e está a ser considerada por muitos como “um sopro de ar fresco” no meio do caos e da tragédia que se vive diariamente em solo ucraniano desde a invasão russa, que a 20 de fevereiro completou dois anos.

Desde o início do conflito, os animais, em especial os cães e os gatos, têm sido as únicas companhias dos soldados na linha da frente. Embora alguns sejam vadios, outros foram abandonados pelas antigas famílias afetadas pelos ataques em cidades e regiões nos arredores — muitos também perderam os tutores.

Vários patudos tornam-se em mascotes de um determinado grupo e acompanham-nos até o fim. Outros, além de ajudarem os soldados a lidarem com a solidão e a ansiedade, chegam mesmo a ajudar os companheiros humanos a ultrapassarem desafios. Várias unidades espalhadas pelas regiões afetadas contam com felinos responsáveis por caçar ratos e cobras encontrados nas trincheiras.

Nas redes sociais, são diversas as imagens dos animais ao lado dos soldados. Algumas páginas dedicam-se à partilha de momentos leves e humanizados, carregue na galeria para ver alguns deles.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT