Família

Filha da atriz Sara Prata zanga-se com o cão. “Eu tou a rir, Gil? Eu não tou a rir”

A atriz publicou um vídeo de Amélia "chateada" com o patudo, e os seguidores ficaram deliciados com as explicações da criança.
Uma conversa séria.

A filha da atriz Sara Prata e do companheiro João Leitão, Amélia, tem conquistado uma legião de fãs ao longo dos seus quase três anos de vida. As fotos e vídeos que os pais vão partilhando no Instagram são inundadas de gostos e muitos comentários de seguidores completamente rendidos a esta família. O vídeo mais recente, publicado neste sábado, 24 de junho, já conta com 15.000 likes e muitas reações.

Na filmagem feita por Sara Prata, Amélia surge zangada com o cão da família, um Bulldog Francês que se chama Gil e que a escuta atentamente. De cócoras e a falar com o patudo, depressa se percebe o motivo pelo qual a pequena Amélia está aborrecida. É que Gil virou uma caixinha com coisas suas e a menina acha que ele partiu um gancho.

“O que estás a dizer ao Gil?”, pergunta Sara Prata, enquanto se ouve Amélia a “discutir” com o cão e a dizer-lhe que “tá chateada”: “Eu tou a rir, Gil? Eu não tou a rir”.

A conversa de Amélia com o amigo de quatro patas continua. “Atão, Gil!? ‘Partistes’ aquilo. ‘Partistes’ a pulseira, ‘partistes’ tudo”, queixa-se. Enquanto o cão olha pacientemente para ela, prossegue: “Atão, Gil? Eu não tou a rir. Tás a ouvir? Eu não tou a rir”.

Sara interrompe a filha para lhe dizer que o gancho não está partido – “este gancho abre e fecha” – e explica que o cão está “a pedir desculpa”. Mas Amélia não fica convencida e não dá para perceber se depressa lhe passou a zanga – mas tudo indica que sim, já que a criança tem crescido com os cães da família e habituada a respeitá-los e a amá-los. Ainda assim, houve quem não gostasse da pequena palmada que Amélia deu ao Gil, dizendo que Sara devia ter enfatizado naquele momento que não se deve bater.

O amor de Sara Prata por Frenchies

Sara tem um amor enorme por cães e os Frenchies são a sua paixão. Chica, que fez 12 anos a 15 de junho, foi a primeira a chegar. Depois foi Gil. E houve também o Bulldog Inglês Joe, que era do seu companheiro e que morreu a 1 de maio de 2020, quando a atriz estava no final da gravidez, provocando um grande desgosto ao casal.

“Pensei que este dia ia estar tão longe… A nossa família, a nossa família de seis. Era assim esborrachada de amor e todos sempre juntos… Hoje a carta é para ti, nosso gordinho…Eras só amor.. Obrigada querido Joe. Despedaçados é assim que estamos… porque tu eras um grande pedaço da nossa história”, escreveu Sara a 2 de maio de 2020. E o companheiro de Sara, no passado dia 1 de maio, não deixou a data passar em branco, recordando o seu patudo três anos após a partida.

A atriz, que podemos ver atualmente na telenovela “Queridos Papás”, na TVI, faz habitualmente publicações sobre a importância dos patudos na sua vida. “Devo-lhes lealdade, fidelidade, companhia, amizade e amor. Normalmente dizem que são as características do cão, mas, no meu caso, eu só quero ser para eles o que eles são para mim”, sublinhou num post no Facebook.

Percorra a galeria e veja as fotos dos patudos da vida de Sara, João e Amélia.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT