Família

Gato que passou “o ano todo a dormir nas aulas” recebe diploma e forma-se em escola

A família deixava-o na rua o dia inteiro, até que entrou na escola e recebeu comida e mimos. Desde então, não saiu mais de lá.
Mono é adorável.

Mono não é um aluno qualquer, mas é tratado como um. O gato alaranjado formou-se no passado 24 de novembro na Escola de San Bernardo, na cidade de Armênia, Colômbia, após não faltar a uma única aula durante todo o ano. Contudo, não foi por tirar boas notas e muito menos por prestar atenção nas explicações dos professores. Pelo contrário — dormiu a maior parte do tempo.

Yanin Eraso, de 28 anos, partilhou o momento em que o felino recebe o seu diploma, com um chapéu da formatura e uma gravata feitos à medida ao som de aplausos de todos os miúdos, professores e outros funcionários que lá estavam. O patudo apareceu na escola há cerca de um ano e meio e a mãe de Yanin, a professora Maribel Espinosa Henado, resolveu permitir que atendesse as suas aulas.

“Ele assiste-as todos os dias. Quando a professora chega às sete da manhã, ele já está à espera”, contou à revista “NewsWeek”. “Ele entra, toma o pequeno almoço com os outros professores e depois vai embora. Por volta das oito, ele volta quando os miúdos estão a chegar e fica lá o dia inteiro”, acrescentou.

Embora não faça muito durante o dia — só dorme, come e diverte os mais novos —, foi o suficiente para conquistar um diploma. Yanin referiu que o gato tinha uma família que o deixava sempre na rua. Até que, certo dia, Mono foi para a escola e quando viu que a vida boa que lá tinha, resolveu “adotar” novos responsáveis.

@yanineraso P.D. Mono perdió el año😂 #parati #viral #viralvideo #mascotas #pet #trend ♬ Burning Love (with The Royal Philharmonic Orchestra) – Elvis Presley & The Royal Philharmonic Orchestra


Mono tornou-se rapidamente na mascote das aulas de Maribel e foi fotografado várias vezes a fazer a sesta nas mesas e cadeira dos colegas de classe. E naqueles dias que não conseguia chegar a horas, nomeadamente quando dormia demais, os miúdos perguntavam logo a Maribel onde estava o companheiro e, por vezes, brincavam a dizer que o felino não tinha feito os deveres de casa a tempo.

Desde que partilhou o vídeo nas redes sociais, a reação tem sido incrível. “Recebi muitas mensagens a felicitar a professora por permitir que isso acontecesse e deixar o gato ficar por perto”, disse. “Também vi muitas outras amorosas de pessoas a dizer que é engraçado que o Mono, que  passou o ano todo a dormir durante as aulas, se tenha conseguido formar”.

Maribel sempre adorou animais e, segundo a filha, desde cedo “ensina os seus alunos a cuidar dos patudos e a respeitá-los”. “Ela espera que mais escolas sejam capazes de ensinar os seus filhos a serem tutores responsáveis”.

Carregue na galeria para conhecer a difícil vida de Mono.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT