Família

Há um novo brunch à inglesa em Vila do Conde com feijões, bacon e salsichas

O pequeno-almoço alargado ao estilo britânico é uma das propostas mais pedidas neste espaço pet friendly.
Está a ser um fenómeno.

Para os dentistas, os doces são os nossos maiores inimigos, graças a todo o açúcar que contêm e as cáries que podem causar. Parece, contudo, que existem exceções, e nem todos os profissionais desta área são contra estas iguarias. Na verdade, há alguns que até dedicam o seu dia a dia aos bolos. Uma delas é Rita Sofia, de 28 anos, que abriu a 30 de julho o 20.23, um espaço de brunch. A ajudá-la tem Orlando Moreno, o marido.

Embora a sua área de formação seja a medicina dentária, acabou por entrar no mundo da pastelaria pouco antes da pandemia começar. “A minha sogra já tinha uma pastelaria em Balazar (na Póvoa de Varzim). Em 2020 ficou sem pasteleiro e eu e o meu marido, decidimos segurar essa função”, conta.

Rapidamente se apaixonou gosto por aquela arte, de tal forma que passou a trabalhar lá a tempo inteiro. À medida que se sentia mais confortável na cozinha, começou a inventar novas propostas e a pensar em mudar o conceito do espaço.

Queria apostar mais no brunch e nas sugestões de pequeno-almoço, mas a localização do espaço — situado numa pequena aldeia onde a procura é menor — não era a ideal para o fazer. Decidiram, então, ir para Vila do Conde, a poucos quilómetros de distância. Uma aposta bem-sucedida: a 20.23 está muitas vezes cheia.

“Se há cinco anos me dissessem que teria o meu próprio espaço de doces, nem acreditaria”, confessa Rita. Tem um ambiente confortável “onde as pessoas se sentem em casa”, que mistura o minimalismo e detalhes mais moderno: “uma combinação muito instagramável”, resume.

O espaço pode receber até 36 clientes e, na esplanada, mais dez. E pode levar os animais de estimação consigo, algo que não acontece frequentemente em pastelarias de Vila do Conde, garante a fundadora do projeto.

O brunch pode ser pedido em menu, e existem três propostas diferentes. O Europeu (14,90€) inclui um sumo de laranja; uma meia de leite, abatanado ou galão; um iogurte natural com granola e fruta; e um croissant com manteiga, compota, queijo e fiambre. O Americano, que custa 25,90€, tem ainda mais opções, como um sumo de laranja ou limonada; uma meia de leite, abatanado ou galão; ovos mexidos com bacon; meia torrada de pão alentejano; iogurte natural com granola e fruta; dois croissants; quatro panquecas; queijo e fiambre.

Por último, a sugestão para dois com a assinatura da casa. O 20.23 (33,90€) chega com dois sumos (laranja ou limonada); duas meias de leite, americano ou galão; iogurte com granola e fruta; dois croissants; seis panquecas; fatia de bolo red velvet; uma torrada de pão alentejano; ovos mexidos com bacon, queijo e fiambre.

Caso queira viajar para o Reino Unido, tem mesmo de pedir o menu de pequeno-almoço inglês (15€), que inclui feijão, cogumelos, tomate, bacon, salsicha, torrada e croissant. “As pessoas gostam mesmo desta opção. Ao início pensei que ia ser pedida mais por homens, mas não é isso que tem acontecido”, revela.

A carta também tem pratos que podem ser pedidos de forma individual, o que é bom para aquelas pessoas que não comem muito. Croissant de salmão (9€), iogurte com fruta, granola e mel (6,50€), panqueca com Nutella (6,80€) ou de frutos vermelhos (7,50€), tosta-mista (2,4€), pizza de quatro queijos (12,90€) e baguete de omelete e bacon (4,70€) são apenas uma pequena parte de tudo o que está disponível no restaurante.

A seguir, carregue na galeria e fique a conhcer melhor o novo espaço in de Vila do Conde.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT