Família

Ioga com cachorros é proibido em Itália após alegações de maus-tratos

A pratica deverá ser substituída por "terapia assistida por animais" e só poderão ser usados cães em idade adulta.
Decisão foi divulgada esta semana.

O ioga com animais-bebés tornou-se numa febre que tem conquistado o mundo inteiro, incluindo Portugal. Mas a verdade é que com a fama, surgem também as controvérsias. E em Itália, a prática chegou mesmo ao fim, após uma série de críticas ao bem-estar dos cachorros usados durante as aulas no país.

A decisão de banir o exercício que tem como objetivo deixar os filhotes a correr livremente durante a prática foi divulgada esta semana por Giovanni Leonardi, chefe do departamento One Health do Ministério da Saúde italiano. Em causa, estão preocupações de que as crias utilizadas pudessem estar a ser exploradas e maltratadas.

A proibição surge também um mês depois de uma investigação realizada pelo programa de notícias “Striscia la Notizia”, que alegou que os cachorros eram maltratados em vários centros de ioga e mantidos presos entre as sessões. A reportagem foi o suficiente para a Lega Nazionale per la Difesa del Cane (Liga Nacional para a Defesa dos Cães) apresentar uma queixa ao Ministério da Saúde.

“Dada a idade do bebés, é altamente provável que estes cachorros nem sequer tenham completado o boletim de vacinas ou profilaxia”, sugeriu a denúncia da organização de defesa dos animais.

Piera Rosati, presidente da LNDC, chamou a prática de “exploração para fins comerciais que não leva em conta o bem-estar e a saúde de criaturas que ainda são demasiado frágeis para serem tratadas desta forma”. Rosati acrescentou que as crias não deveriam ter de “enfrentar viagens e stress”, mas sim permanecer num ambiente “calmo e protegido”, sob os cuidados da progenitora que pode “ensiná-los a se socializar corretamente e a enfrentar o mundo exterior com confiança”.

Em Portugal, o exercício já se tornou um sucesso em várias cidades, como Lisboa, Braga e Porto. Ao contrário do que acontece em alguns países que recorrem ao uso de cães de raça “emprestados” por criadores, as sessões portuguesas têm sido organizadas em parceria com associações de resgate animal para promoverem a adoção. O Puppy Yoga Lisboa e o Puppyology (de pilates) são dois dos projetos que têm encantado os portugueses.

De seguida, carregue na galeria para ver algumas sessões que já aconteceram em Portugal.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT