Família

Lindinha desapareceu há 2 anos. Voltou agora para “celebrar” o aniversário da dona

A gata regressou sozinha "como se nada tivesse acontecido" na véspera da celebração de 25 anos da dona Amanda.
Fugiu a 5 de março de 2022.

Um ano, oito meses e 17 dias depois de desaparecer, Lindinha voltou para a casa da família no Estado do Piauí, Brasil. E não foi numa data qualquer. Para surpreender a tutora, a advogada Amanda Ferreira, a gata amarela regressou ao lar sozinha no dia do seu 25.º aniversário “como se nada tivesse acontecido”.

“Comemorámos muito. O meu pai está incrédulo”, disse ao jornal brasileiro G1 Piauí. “Voltou como se nada tivesse acontecido”, acrescentou. A patuda havia fugido a 5 de março de 2022, dias depois de ter sido esterilizada juntamente com Rab, a outra felina da família. Na altura, nem mesmo os curativos foram suficientes para manter a energética patuda em casa.

Os Ferreira passaram vários dias a procurá-la pelos arredores e até pediram ajuda a outros residentes. “Procuramos bastante pelo bairro, mandei mensagens aos vizinhos com a sua fotografia, mas ela desapareceu e ficou esse mistério”, recordou. “Ficamos muito tristes, chorámos. A irmã dela, a Rab, ficou tristonha também porque era a sua companheira”.

Com o tempo, desistiram de a encontrar. Até que na véspera do aniversário da advogada, tudo mudou quando o seu pai partilhou que viu uma gata amarela idêntica a Lindinha a entrar na casa da família. “Ele viu uma gata muito parecida com ela a comer na tigela de ração junto com a Rab”, contou. “Só aparecia pela manhã”.

Na passada sexta-feira, 24 de novembro, foi a vez de Amanda encontrar a intrusa de quatro patas. Enquanto os seus pais tinham dúvidas sobre a identidade da gata, a tutora soube de imediato que aquela era mesmo a sua companheira desaparecida. Como? Bastou ver as marcas no pelo, a cauda e um pequeno corte numa das orelhas. Afinal, há quem diga que uma “mãe” reconhece sempre o filho.

Nos dias que se seguiram, Lindinha já não saiu mais da casa da família e até voltou a repetir os mesmos comportamentos do passado. “Brincámos a dizer que ela é muito canalha, voltou como se nada tivesse acontecido e com as mesmas manias: a comer na tigela da outra gata, a deitar no mesmo lugar que gostava e a fazer um ‘oito’ nas nossas pernas, da mesma maneira de antes”, brincou.

Embora não tenha a mínima ideia das aventuras que a felina viveu nos quase dois anos desaparecida, Amanda tem as suas teorias. “Acredito que como ela fugiu logo depois de ser esterilizada,  alguém pensou que estava ferida e cuidou dela”, explicou. “Ela está ótima e saudável, mas fica o mistério. Acho que nunca vamos ter a certeza“.

Assim como Lindinha, a gata Chloe também surpreendeu a tutora Emily Alba após passar vários dias desaparecida. Não voltou nos seus anos, mas a história também tem um toque mágico: na noite anterior, Emily havia sonhado com o regresso da companheira. Carregue na galeria para recordar a história.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT