Família

Lucy e Theo são mãe e filho. Estão em Santarém e anseiam por ir viver consigo

Os patudos não tiveram muita sorte no curto tempo de vida que têm. Retirados de negligência, só querem distribuir lambidelas.
À espera de um lar.

Há animais que são amados e apaparicados toda a sua vida, não fazendo ideia que pode haver realidades muito diferentes para outros patudos. Mas há. É o caso de Lucy e Theo, que na sua curta vida já passaram por muito. Inseparáveis, estão em Santarém, a apenas uma hora de Lisboa, à espera de encantarem uma família que queira adotar os dois. 

Lucy é uma bonita cadelinha cinzenta, com apenas dois anos de idade. Já o seu filho Theo é bege e tem apenas um ano. Juntos, formam uma dupla imparável – adoram-se e não se largam. Por isso mesmo, a adoção terá de ser conjunta. Estão ambos esterilizados, vacinados e microchipados, prontinhos a seguir para um lar onde sintam que vão ficar para sempre. Porque até agora não foi isso que aconteceu.

Depois terem sido encontrados a viver em situação de negligência, foram resgatados pelo projeto de defesa animal Duques e Duquesas de 4 Patas, que atua na zona de Santarém, e conseguiram uma boa família em maio passado. Tudo corria bem e mostravam-se muito felizes. No entanto, o senhorio da tutora não permitiu a presença dos animais no prédio e acabaram por ser devolvidos, para grande desgosto de todos. “É algo que não pode voltar a acontecer”, diz à PiT uma das voluntárias do projeto.

Lucy e Theo são “espetaculares”

“São simplesmente dois cães espetaculares. Habituados a estar dentro de casa, andam bem de trela, são limpinhos, super meigos e sociáveis com pessoas e outros cães. São mesmo uns amores”, garante a protetora do Duques e Duquesas de 4 Patas. A voluntária reforça que a adoção é “exclusivamente conjunta”. “Queremos uma família que adote os dois e que seja para a vida. Já foram devolvidos após um mês e meio de serem adotados, por causa de problemas com o senhorio – que não permitia que continuassem no prédio”, lamenta.

Estão agora ambos ao cuidado deste projeto de defesa animal e esperam poder voltar a ter uma caminha para cada um, lado a lado, onde se sintam amados e tenham uma vida digna, como aconteceu com a Maggie e o Alfredo. Se quiser dar uma oportunidade a estes dois pequenotes, com apenas 5kg de peso mas um amor enorme para dar, contacte os protetores do Duques e Duquesas de 4 Patas e dê mais cor à sua vida.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT