Família

Luka foi adotada e adora entrar na banheira. “Ninguém escapa na hora do banho”

A gatinha, encontrada numa estrada em Campo Maior e alimentada a biberão, já tem três meses e conquistou “uma família linda”.
Uma vida de princesa.

Se há notícia que um protetor gosta de dar é a de uma adoção. Com tantos abandonos de cães e gatos no país, os canis e associações estão lotados e não há famílias para todos estes animais. Por isso, quando um deles encontra uma família responsável, é motivo para celebrar. E a festa, desta vez, é em honra de Luka e do seu novo lar.

Luka era ainda uma bebé quando foi encontrada, em inícios de maio, em apuros numa estrada – mas teve a sorte de ser resgatada e uma coisa ficou certa: o seu destino seria melhor do que aquele que a esperava. Foi essa a promessa da associação Amigos dos Animais de Campo Maior, que a acolheu.

“Ela é muito fofinha. O irmão da nossa colega Evelyne encontrou-a à berma da estrada. Procurou se a mãe andava por ali, ou outros irmãos, mas nada”, contou então à PiT Mafalda Ensina, responsável desta associação do distrito de Portalegre. Foi de imediato resgatada. “Fomos com ela ao veterinário, porque tinha umas feridas na boca. Dava a impressão que tinha caído ou sido atirada. Só devia ter 2-3 semanas e teve que ser alimentada a biberão. Agora já come patê e ração júnior e vai à caixinha”, dizia a sua protetora.

Com a divulgação da sua história, a esperança era a de que alguém se encantasse ao vê-la. E foi precisamente isso que aconteceu. “A gatinha Luka foi adotada. É um casal jovem, com filhos. A Luka vai crescer com os meninos e vai ser muito giro”, disse à PiT, com grande alegria, a responsável da associação.

“Adora o colo da mãe e subir para a banheira. Ninguém escapa na hora do banho”, afirma Mafalda Ensina, com uma gargalhada. “Já pensávamos que nunca iria encontrar um lar, mas depois de várias semana tivemos a sorte de encontrar esta família linda”, remata, feliz. Percorra a galeria para ver o antes e o depois de Luka.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT