Família

Markl envolvido em “operação de salvamento” da cadela: “Parecia resignada com o destino”

O comunicador partilhou a forma como libertou Flor de uma grande aflição, apesar de a cadela nunca ter estado em pânico.
Quis imitar Chiclete e teve azar.

Flor é uma cadela pacata e que não faz grande escarcéu em casa. Nem mesmo quando a mais nova Chiclete lhe importuna o juízo. No entanto, quando se trata de cães a passar na rua, a cadela de Nuno Markl vira um pequeno monstro e mostra o seu lado mais raivoso. Mas não foi isso que aconteceu esta segunda-feira, 21 de agosto.

O comunicador de 52 anos fez uma pausa nas suas férias para partilhar com os seguidores não só as evoluções da sua mais recente construção da Lego, como uma história engraçada das suas cadelas. Esta até envolveu uma “operação de salvamento” digna de aparecer n’”O Homem que Mordeu o Cão”, a rubrica que fundou na Rádio Comercial há mais de 25 anos.

“Estava a estranhar a Chiclete ir lá fora ladrar aos cães que passavam, enquanto a Flor se mantinha no meu quarto a ladrar — costuma ser a primeira a ir correr barafustar”, começou por escrever o humorista, numa publicação no Instagram. Markl é um amante de animais assumido e a presença das cadelas nas suas redes sociais já não é surpreendente. Mas esta nova “aventura” de Flor deixou os comentários em êxtase.

“Fui ao quarto ver o que se passava”, continuou. “Talvez numa tentativa inédita de imitar a Chiclete, a Flor enfiou-se debaixo da cama”. Até aqui tudo bem. O verdadeiro problema surgiu do facto de a cadela, que deve ter cerca de 13 a 14 anos, não ter noção de que é bem maior do que a “irmã” mais nova, que foi eleita como a cadela mais fofa dos famosos, pelos leitores da PiT.

“A tradicional espera inquisitiva matinal à porta da casa-de-banho.”, descreve Nuno Markl.

“Não conseguia sair de lá. Não estava em pânico, parecia estar resignada com o seu destino”. E o olhar profundo e consolado de Flor, captado na fotografia publicada, assim o mostra. Contudo, o seu dono decidiu contornar essa sina e levantou a cama: “A explosão de felicidade foi extrema”, rematou.

Nos comentários, houve diversas pessoas a querer ajudar Flor, caso a situação se repetisse: “Diz-lhe que é ao contrário: é só a cabeça debaixo da cama”, recomendou uma seguidora. “Por acaso, no que diz respeito à minha cama, a Chiclete aprecia dormir por inteiro lá debaixo”, respondeu o comunicador.

A mais nova de Markl sempre fez o que quis em casa do dono. Até queixinhas de Flor faz: “A Chiclete consegue ser muito chatinha e a Flor já não tem idade para certas coisas. Então, por vezes, vira-lhe o dente e a Chiclete vem ter comigo a chorar. Se ela falasse, era quase como se dissesse: ‘Ela foi má para mim’”, revelou o humorista, no podcast PiT Stop, em que os animais de ilustres personalidades portuguesas são os protagonistas.

Após a partida de Uva, que morreu em 2020, e a chegada de Chiclete, Flor demorou algum tempo a adaptar-se às novas circunstâncias do seu lar. No entanto, assim que se habituou ao “ser pequeníssimo que lhe dava dentadas nos calcanhares, com aqueles dentinhos de cachorro”, criou uma ligação como nenhuma outra. E agora já ninguém as separa.

Carregue na galeria para ver algumas fotografias de Flor e Chiclete.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT