Família

O alojamento rural onde é recebido pelos póneis Plutão e Estrela — os cães adoram-nos

O Pura Glamping fica em Oliveira do Hospital e os animais dos hóspedes não pagam. Basta conviverem e divertirem-se ao máximo.
É um paraíso.

Aqui as regras são poucas e João Martins leva o significado de pet friendly à letra. No Pura Glamping, eles não são só bem-vindos, como são convidados a divertirem-se tanto (ou mais) como os tutores. Se para fazer um miúdo feliz basta oferecer-lhe um doce, para deixar os cães realizados, basta agendar uma estadia no alojamento em Oliveira do Hospital.

“Permitimos animais, principalmente cães, e os hóspedes não tem de pagar rigorosamente nada para estar com eles”, frisa à PiT o empresário de 35 anos. “Fazemos questão que venham para que possam conviver. Gostamos muito de animais e é um prazer vê-los connosco no nosso turismo”, acrescenta. 

Mesmo que tenha dúvidas da afirmação, assim que lá chega não é por João que será recebido — pode acontecer, mas a verdade é que os animais estão sempre mais atentos. Estrela e o Plutão, um casal de póneis, são os primeiros a dar as boas-vindas aos hóspedes (de duas pernas e quatro patas) e pedir festinhas.

“Desde que eles estão connosco, desde pequeninos, criámo-los sempre com amor, dedicámo-nos a eles, estivémos a cuidar deles, passear e falar com eles” recorda. “Depois, conforme foram se habituando a nós, aos donos, fizemos questão de colocarmos gradualmente em contacto com os hóspedes, com a nossa supervisão”.

Assim que entrou para o universo do turismo, aproveitou a propriedade de sete hectares que pertencia aos avós desde 1960 e “transformou-a num paraíso”. Mas desde o início, sabia que se não tivesse animais, não estaria completa. Afinal, os primeiros donos do espaço (os avós) sempre criaram “com muito amor” várias espécies.

“A quinta tinha uma energia animal em que todos eram cuidados e bem tratados”, recorda. “Gostamos muito de todos os animais e fomos colocando cada vez mais aqui. Alguns vão partindo e outros, chegando, como um ciclo normal da vida. Fazemos sempre questão que estejam connosco porque criam uma energia muito boa”.

Além do casal de póneis, há cabras anãs, ovelhas e galinhas. “Os cães podem conviver com todos mas ao mesmo tempo, estão isolados que é para manter a segurança do espaço e o contacto com eles”, explica. E o mesmo vale para os miúdos, que também não resistem aos encantos do pequena arca de Noé ali criada.

Os animais que lá vivem já estão habituados a estarem perto de humanos e de outras espécies. “Pensámos que queríamos colocá-los lá para que pudessem conviver com os hóspedes e que as pessoas e os miúdos gostassem. Resultou muito bem”, garante João. Atualmente, Plutão e Estrela já estão tão acostumados que fazem questão de ir pedir mimos e dar bom dia aos clientes.

“Eles conseguiram-se integrar rapidamente aos hóspedes, permitiram com que eles fossem ter com eles dar-lhes festas e por vezes, são os próprios póneis que vão atrás deles pedir carinho e brincadeira”, diz, entre risos.

Há dois alojamentos no terreno

A ideia de tornar a quinta da família em algo maior surgiu em 2020, em pleno confinamento devido à pandemia.“ É um sítio isolado aqui no meio da natureza, mesmo aquilo que as pessoas procuravam naquela altura, alojamentos onde podiam estar mais tranquilos”, explica. O resto aconteceu naturalmente.

“Nunca tínhamos feito nada do género, mas o nosso propósito era diferente. Com todo o stress e ansiedade que a Covid-19 causou, queríamos partilhar o nosso paraíso com outras pessoas”, destaca.

Situado perto das serras da Estrela e do Caramulo, o edifício principal, com capacidade para 10 pessoas, é constituído por três suites, um quarto, uma kitchenette, sala de estar com sofá-cama, terraço e piscina privativa. Mais tarde, à este, os proprietários decidiram adicionar o glamping no meio do terreno.

“O objetivo era receber mais pessoas, por isso surgiu a ideia de colocarmos um dome na propriedade. Já tinha dormido num espaço semelhante e é uma experiência diferente”, diz. Deram-lhe o nome de Pura Glamping e foi “um sucesso”. A “tenda de luxo” começou a receber hóspedes em outubro e oferece todo o glamour, conforto e privacidade para um descanso absoluto.

Ambas as unidades de alojamento estão inseridas na propriedade, mas cada uma é “exclusiva e privada”. A casa fica numa área de três hectares e meio, enquanto os outros três estão reservados para o glamping. Os preços da estadia rondam os 120€ no Pura Glamping, em época baixa, para duas pessoas. As reservas podem ser feitas online.

De seguida, carregue na galeria para saber mais sobre o Pura Glamping e os animais que pode conhecer.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT