Família

Reviravolta. Homem com capivara de estimação já não vai ser obrigado a entregá-la

Agenor enfrentava uma multa de milhares de euros, pela "prática de maus-tratos a animais selvagens". Mas "tudo deu certo".
Agenor sempre deu muito amor aos seus animais.

“Houve uma mulher que me disse: ‘Seja incrível'”. E foi isso que Agenor Tupinambá sempre tentou ser, ao longo da vida. Especialmente com os diversos animais que tem na sua quinta, no munícípio de Autazes, no estado brasileiro do Amazonas. Agora, está a ser punido por isso.

O influencer e tik toker era conhecido pelos vídeos que partilhava com a sua capivara Filó, com a sua papagaia Rosa e os outros animais que tem na sua quinta. Sempre demonstrou empatia e um grande amor por eles, por isso não deixou de ficar surpreendido quando o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) o chamou às suas instalações.

Quando lá chegou, foi notificado de uma multa de mais de três mil euros (o que corresponde a 17 mil reais), pela “prática de maus-tratos a animais selvagens”. Agenor foi ainda obrigado a entregar a capivara e a papagaia ao Centro de Triagem de Animais Selvagens, num prazo de seis dias, e a apagar todos os registos das redes sociais onde eles aparecessem.

Foi com lágrimas a escorrer-lhe pela cara que o influencer contou as novidades aos seus seguidores, que se revoltaram contra a decisão do Ibama: “Tantas pessoas a fazer coisas más e vão atrás de ti, que plantas amor e deixas claro que queres ver os animais felizes”, escrevia uma seguidora.

@agenor.tupinambanota♬ Get You The Moon – Kina

Agenor acrescentou ainda que tem 20 dias para recorrer da decisão, e que já está em reuniões com advogados, para saber o que pode fazer para reverter a situação. Num comunicado publicado na sua conta de Instagram, o influencer deixou claro não perceber o que levou à denúncia, em primeiro lugar: “Cresci no meio do mato, e foi lá que nasceu a minha paixão pelos animais. Fui para a capital estudar agronomia, para os servir ainda mais. De todas as surpresas que a fama na Internet me trouxe, jamais imaginei que seria acusado de abuso, maus-tratos e exploração contra animais”, escreveu.

O Ibama justificou-se dizendo que “animal selvagem não é pet”: “Por mais que algumas pessoas queiram cuidar deles, quando os encontram na natureza, é preciso perceber que eles não são animais domésticos como cães e gatos. É importante salientar que, além de ser crime manter animais selvagens irregularmente, a sua exposição nas redes sociais estimula a que haja uma maior procura, alimentando ao tráfico de espécies da fauna brasileira”.

Já Agenor, garantiu que tanto a capivara, como a papagaia estão no seu habitat natural: “Se há alguém a morar no habitat natural de alguém, sou eu, não os animais. Eu abro a janela e lá estão o rio, a floresta e os animais. Eu é que estou de passagem neste lugar. Escolhi ser um guardião e não um criminoso”, disse.

E a sua força parece ter valido a pena. Esta história teve mesmo um final feliz: “O Ibama voltou atrás e o animal poderá viver no seu habitat natural, e não no centro de triagem [que lhe estava destinado]”, pode ler-se numa publicação de Facebook.

“Reviravolta. A capivara Filó já não será apreendida e foi a multa de 17 mil reais retirada ao influencer”. Agenor ainda não se pronunciou sobre o assunto, mas ele sempre soube que ia “dar tudo certo”.

Além dos seguidores, o influencer teve o apoio de diversas celebridades e figuras políticas. Nomeadamente da deputada Joana Dar, conhecida pelo seu ativismo na área da proteção animal, que fez de tudo para que ele não ficasse sem Filó: “Querem que o Agenor entregue os animais da fazenda, mas tirá-los do habitat natural não é proibido?”, questionou nas redes sociais.

Também o deputado Felipe Becari, que tem como grande bandeira a defesa dos animais, esteve do lado de Agenor, tendo inclusivamente aberto essa discussão no plenário estatal, questionando o porquê de o Ibama nem ter feito uma visita à fazenda, para perceber se os animais estavam bem tratados: “Agenor, não estás sozinho. Esta luta também é nossa”, garantiu.

Carregue na galeria para ver algumas fotografias de Agenor com os seus animais.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT