Família

Susto de morte. Ricardo Sá viu a sua cadela atropelada: “Imaginei os dias sem ela”

Num passeio pela praia, Liz fugiu do ator para a estrada. Horas depois, apareceu em casa a sangrar: "Foi um milagre".
Liz já está bem e em casa.

Tinha tudo para ser um passeio normal pela praia, para que Liz pudesse correr pelo areal e Ricardo de Sá pudesse andar à beira mar. Contudo, o desfecho desta história está longe de ser normal.

“Ontem apanhei um susto gigante com a minha Liz”, partilhou o ator nas redes sociais. No final da tarde da passada segunda-feira, 26 de setembro, o também músico decidiu levar a sua cadela à praia de Santo Amaro de Oeiras (Lisboa), mas acabou por ser advertido pelos nadadores salvadores para a proibição de cães na areia.

“Como tinha acabado de a soltar para brincar à vontade, como de costume, a Liz, esperta, ao perceber que a estava tentar prender novamente, começou na brincadeira a correr pela praia fora”, Ricardo de Sá, 33 anos, que ficou conhecido pela sua participação na série juvenil “Morangos com Açúcar”, e mais tarde em “A Tua Cara Não me é Estranha”, rapidamente seguiu atrás dela, em direção ao paredão.

A cadela acabou por subir uma rampa que dá para a avenida Marginal, uma estrada que liga Lisboa a Cascais, onde “passam carros a alta velocidade”. Não foi preciso muito tempo para lhe perder o olho, mas houve algo que o chamou à atenção: “Ao correr na direção do sítio para onde ela tinha ido, ouvi um embate num carro ao longo e ela a ganir…”, descreve.

O ator que, em 2014 se estreou no mundo da música com o álbum “Histórias” e está prestes a lançar um novo single, correu para o local onde tinha ouvido os barulhos, mas nada encontrou, “nem manchas de sangue no chão”. “Naquele momento, achei que nunca mais a ia encontrar”, mas Ricardo de Sá não baixou os braços e procurou toda a noite pela sua Liz.

Sem sinal da sua cadela, decidiu regressar a casa: “Mal chego ao prédio, vejo sangue à porta”, e a esperança reacendeu. Os seus vizinhos apareceram e disseram-lhe que Liz estava com eles, o que resultou num misto de alegria e de surpresa: “Ela fugiu, magoou-se e, mesmo assim, veio ter a casa. Tem nove meses e fez uns sete quilómetros sozinha, no meio de estradas e carros”, desabafa o ator.

Vendo o seu estado, Ricardo de Sá resolveu levá-la ao veterinário de urgência. “Neste momento, está estável e em casa”, remata, prometendo que, quando melhorar, Liz terá umas aulas de obediência.

“Por momentos imaginei os meus dias sem ela. Ainda bem que teve o instinto de voltar. Adoro-a”, a cadela e o ator e músico não são compinchas há muito tempo, mas o suficiente para terem estabelecido uma relação muito forte. Em fevereiro, Ricardo de Sá foi buscar a cachorra à associação UPPA e, desde então, leva-a para todo o lado. No início, até ia no cesto da roupa dar umas “voltinhas de carro”.

Carregue na galeria para ver os momentos partilhados entre Ricardo de Sá e a sua cadela Liz.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT

-->