Família

Uma scooter elétrica com um lugar para transportar cães? Só no Japão

A mopet é uma e-scooter que chega aos 40 quilómetros por hora, tem autonomia de 60 quilómetros e custa 1559€. Vai uma volta?
Assim, eles vão mesmo para todo o lado.

Por cá, as e-Cooltra, as Gira, as Lime, e demais concorrentes, já não são meios de transporte estranhos nas grandes cidades. Muito pelo contrário. Estão por toda a parte. Sobretudo no centro de Lisboa. Mas a inovação, cada vez mais ao virar da esquina em resultado dos efeitos da globalização, continua, neste campo, a manifestar-se a partir do continente asiático.

Ainda assim, a nova e-scooter japonesa não se distingue pela alta tecnologia das outras. Prima, antes, pelo engenho com que abriu espaço a bordo para os animais de estimação. A mota elétrica chama-se mopet e inclui um lugar, idealmente, para cães — mesmo entre as pernas do tutor-condutor.

Um autêntico meio de transporte pet friendly.

A scooter, mesmo com carga acrescida, atinge os 40 quilómetros por hora (velocidade razoável para o tipo de transporte que é, a segurança que dispõe e ter como objetivo circular nos centros mais congestionados das cidades) e tem uma autonomia de 60 quilómetros até precisar de ser recarregada. O tempo de recarga ronda as seis horas. Pesa 25 quilogramas e custa 1559€ (222.000 yenes, na moeda japonesa).

Para os cães de maior porte, há uma scooter maior. Mas o tamanho standard da mopet está desenhado para transportar animais de pequeno e médio porte. Animais, sim. Não só cães. Até porque há gatos mais aventureiros que os próprios canídeos, e seja qual for a espécie patuda, a estrutura é segura quanto baste — e tem uma abertura no topo para eles andarem com a cabeça de fora a ver as vistas e a aproveitar o passeio. Assim, até ao veterinário eles vão querer ir. E, quando eles ficam em casa, sempre serve para levar as compras do supermercado ou o saco do ginásio. Agora é esperar que a mopet chegue a Portugal…

Carregue na galeria e conheça a nova tendência das scooters elétricas japonesas.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT

-->