Animais

Verdades e mitos sobre banhos e tosquias do seu pet

Assim como nós cuidamos do nosso cabelo e pele, os cães e gatos também precisam de cuidados específicos para manter a sua pele e pelos com saúde.
Os banhos e tosquias têm uma frequência ideal.

Com mais de 160 tipos de doenças de pele, os cães são um dos animais que mais sofrem com problemas dermatológicos e esta é uma das principais causas de procura de tratamento veterinário. Mesmo as condições mais leves, se não forem devidamente tratadas, podem desencadear complicações mais sérias para o nosso pet.

Os banhos e tosquias são práticas de higiene essenciais para os animais de companhia. Estas práticas ajudam a remover a sujidade, o pelo morto, os parasitas e ajudam a manter o pelo do cão saudável e bonito. Devem ser realizadas com diferentes frequências, dependendo da raça e do estilo de vida do pet.

No entanto, é sempre importante consultar um veterinário ou um profissional de banhos e tosquias para determinar a frequência ideal. A Pétis, lançada em julho de 2022 pelo Grupo Ageas Portugal, é uma plataforma que reúne tudo o que vai precisar, para qualquer situação. Em conjunto com a PiT, preparou um manual de verdades e mitos sobre este tema.

A tosquia é importante para estética e higiene

Para algumas pessoas, a tosquia é essencial porque tem como finalidade contribuir para uma melhor higiene do patudo. Neste tipo de tosquia, os pelos das regiões íntimas são aparados, bem como os dos olhos, barriga e patas, sendo a higiene do cão mais facilitada. Já a tosquia estética é feita em determinadas raças e visa, sobretudo, realçar a beleza dos animais.

A verdade é que a tosquia do cão apresenta benefícios para a sua saúde, sobretudo, quando é associada ao banho. A razão é simples: os cuidados de higiene e a promoção da saúde andam de mãos dadas. Enquanto os banhos eliminam a sujidade, libertando a pele das impurezas, as tosquias eliminam o excesso de pelo, evitando que se formem nós e que se acumule sujidade.

Assim sendo, o banho e a tosquia do cão apresentam vários benefícios como deteção de parasitas, escovagem facilitada e prevenção de infeções.

Um cão tosquiado perde menos pelo

Quando o cão é tosquiado, o tutor até pode ter a impressão de que a queda de pelo diminuiu, mas na verdade, o que acontece é que o comprimento dos pelos está mais curto e, por isso, a quantidade de pelos que se desprende do animal de companhia parece ser menor.

Uma alimentação nutritiva influencia a qualidade do pelo e previne a sua queda. Além disso, a melhor forma de travar a queda do pelo é através de uma rotina de cuidados, que inclua a escovagem e uma alimentação nutritiva e equilibrada. Além disso, uma tosquia mal feita, se o corte do comprimento for excessivo, pode levar a queimaduras solares.

Os animais perdem os óleos naturais da pele com os banhos

Há uma teoria que diz que dar banho aos nossos animais de companhia faz com que eles percam os óleos naturais da sua pele e que isso vai prejudicar o pH normal da mesma. Isto não é totalmente verdade, uma vez que apenas pode afetar a saúde do cão se o lavarmos em excesso ou se nunca o lavarmos. Os cães sujam-se e precisam de um banho com alguma frequência, precisamente para conservar sua saúde.

Deve, no entanto, estar atento ao tipo de champô que utiliza na lavagem do seu pet. Opte por uma opção natural e suave e que seja específica para pets. O pH dos champôs para humanos é produzido para a pele de humanos, não para cães e gatos. Ao usar os nossos produtos no animal de companhia pode estar a potenciar problemas na corrente sanguínea e nos tecidos do corpo.

Os cães têm de ser tosquiados no verão para não sofrerem com calor

O pelo dos animais tem como função proteger a pele das agressões externas: frio, calor, sol e chuva. Ao cortar o pelo do seu cão, no pico do verão, vai deixá-lo completamente desprotegido. A pele dos cães é muito mais fina do que a nossa, o que significa que eles sofrem queimaduras solares com muito mais facilidade. Por alguma razão, têm um pelo espesso e nós não. Porque a nossa pele é muito mais resistente do que a deles.

Retirar todo o pelo a um animal durante o verão, deve ser a última alternativa e não o usual. Além disso, os animais geralmente trocam de pelo de acordo com as estações do ano. Durante estes períodos, é normal soltarem pelos mortos, sobretudo no verão. Por isso, é importante escovar o animal de companhia pelo menos uma vez por semana.

No caso de necessitar destes serviços, a Pétis tem mais de 1000 serviços de saúde e bem-estar, bem como descontos até 25 por cento em grooming, cabeleireiros para pets, lavagens, tosquias ou mesmo serviços ao domicílio. Caso tenha uma emergência de saúde, há ainda uma linha de apoio para todos os clientes, com acompanhamento por especialistas que podem fazer uma triagem imediata e aconselhar os tutores da melhor forma.

Durante os meses mais quentes e férias, a marca tem ainda vários serviços no site que podem ajudá-lo, como hotéis, tosquias, banhos, pet sitting, pet táxi, creches ou escolas. Caso tenha interesse em efetuar um seguro para o seu animal de companhia, o catálogo da Pétis inclui uma solução simples e rápida. Trata-se de um seguro completo de saúde e responsabilidade civil para cães e gatos, com quatro opções disponíveis: Base, Plus, Platina e Premium.

Para aderir à Pétis, basta fazê-lo na plataforma online. O processo é gratuito e ainda tem tem acesso a uma área pessoal onde é possível guardar toda a informação dos seus pets, para que esteja sempre tudo em dia.

Este artigo foi escrito em parceria com a Pétis.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT