Saúde

O seu cão fica louco com fruta? Saiba quais as que pode comer

Seja qual for a guloseima, não se esqueça que é preciso dar com moderação. Há que ter cuidado com os açúcares naturais.
Maçãs são um ótimo snack.

Quem tem um cão conhece perfeitamente aquele olhar que só ele sabe fazer quando quer petiscar algo que estejamos a comer. Começa a pedir com os olhos, com aquele ar de quem não come há uma semana, e acabamos por nos sentir tentados a partilhar com ele o que tivermos no prato. Quando se trata de fruta, muitas vezes nos questionamos se podemos dar um pouco ao nosso patudo. A resposta é: depende da fruta.

Nem todas as frutas fazem bem aos nossos patudos e algumas podem mesmo vir a trazer-lhes problemas, como é o caso das uvas, passas e fruta cítrica. Quais são, então, as frutas que podemos dar aos nossos cães, com a segurança de que não lhes farão mal à saúde?

Prestes a chegarmos ao verão, a fruta começa a estar cada vez mais presente nos nossos pratos, à sobremesa ou a qualquer outra hora do dia. E, a pensar nisso, a Purina explica quais são as frutas que os cães podem comer. Mas não é por uma determinada fruta ser boa para o patudo que se pode dar em qualquer quantidade. Por isso, há que usar a regra 90/10 que se usa para qualquer petisco. Ou seja, “a fruta deve ser dada ao seu cão como qualquer outra guloseima ou snack. Dê uma dose pequena”, aconselha a marca de alimentação para animais de companhia.

Não dê fruta a mais

“As guloseimas que dá ao seu cão não devem constituir mais de 10 por cento do total de calorias que ele ingere por dia. Os outros 90 por cento devem ser provenientes de uma ração para cão completa e equilibrada”, sublinha a Purina.

Não se esqueça que há fruta que faz muito bem, até com um efeito purificador no organismo, mas por vezes o açúcar que contém obriga a que se doseie muito bem a guloseima que vamos dar ao nosso amigo de quatro patas. Se for dada com conta, peso e medida, o seu patudo vai adorar e até vai ajudar na sua saúde.

E quais são, então, as frutas que podemos dar aos nossos cães sem qualquer perigo para a saúde deles? E quais não devemos dar de forma alguma? Percorra a galeria e descubra-as.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT