Saúde

Células estaminais dos cães ajudam na recuperação da luxação da rótula

Um novo estudo trouxe mais luz sobre a importância das células do cordão umbilical em tratamentos pós-cirurgia.
Um recobro mais rápido.

A maioria dos cães adora correr – e um passeio num descampado, onde possam dar corda às patas, é para eles um momento muito bem passado.

Acontece que, por vezes, o cão sofre uma luxação patelar – que ocorre quando a patela (ou rótula) se desloca, causando dor e perda de função. Nessas situações, uma das soluções é reconstruir o sulco troclear, sublinha a revista Veterinária Atual. No entanto, “o prognóstico desta intervenção é considerado fraco devido a danos nas cartilagens e inflamação secundária”, refere.

Agora, um novo estudo – levado a cabo por investigadores chineses e canadianos – veio mostrar que a injeção de células estaminais do cordão umbilical dos cães ajuda a atenuar a dor e promove a reparação de defeitos ósseos na fase de recuperação.

O estudo foi realizado junto de 10 cães saudáveis da raça Caniche que foram submetidos à cirurgia, e que tinham idades entre os 12 e os 18 meses e um peso entre os quatro e os seis quilos.

Os Caniches foram divididos de forma aleatória em dois grupos: o grupo de tratamento, a cujos cães foram injetadas células estaminais na cavidade articular no dia da cirurgia e também no 7.º e no 14.º dia após a cirurgia; e o grupo de controlo, a cujos cães foi injetado soro fisiológico.

Os resultados foram bem diferenciados. O número de glóbulos brancos e neutrófilos foi muito maior no grupo de controlo do que no grupo de tratamento. Além disso, o grupo de tratamento revelou pouca dor e recuperou rapidamente a força muscular do joelho.

“As tomografias computorizadas e a observação macroscópica mostraram que o crescimento da cartilagem no grupo de tratamento foi mais rápido do que no grupo de controlo”, salienta o estudo nas suas conclusões.

Estes resultados permitem agora avançar um pouco mais na pesquisa e realizar novos estudos para explorar melhor qual a dose e frequência da terapia mais indicadas.

A luxação patelar pode dever-se a vários fatores, como obesidade, genética ou algum tipo de trauma. Entre as raças de pequeno porte mais atreitas estão o Pug, Yorkshire, Pequinês, Chihuahua, Lulu da Pomerânia, Shih-tzu e Caniche. Nos cães de grande porte, atinge mais o Cocker Spaniel, Bulldog Inglês, Golden Retriever e Retriever do Labrador.

Percorra a galeria para saber mais sobre algumas destas raças.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT

-->