Saúde

Novo estudo confirma as evidências: somos mesmo mais felizes com animais por perto

A investigação foi feita com base num sistema de inteligência artificial que analisou milhares de selfies com patudos.
Somos mesmo mais felizes com os animais.

É a inteligência artificial que o diz: há uma significativa diferença nos índices de felicidade entre quem tem animais de estimação e quem não os tem. De acordo com um estudo levado a cabo por uma equipa da Petplan (uma seguradora especializada em animais de estimação), ter um animal aumenta a felicidade em mais de 22%.

Este estudo, realizado a partir de parâmetros de análise de inteligência artificial, incidiu sobre mais de 250 mil selfies de pessoas com os respetivos animais de companhia, publicadas no Instagram e no Google Images.

A escala de felicidade foi definida de 0 a 10 e aplicada a, aproximadamente, nove mil fotografias. A análise feita com recurso a esta tecnologia registou um aumento de felicidade nos donos de animais de estimação em relação à média — de 36,8% para 59,3%.

Estes dados permitiram quantificar o quanto ter um animal em casa contribui para a felicidade das pessoas, independentemente do país em que vivem. Por outro lado, a investigação deu a conhecer quais os países onde há mais casos de felicidade associada aos patudos: Nova Zelândia, Brasil e Hungria destacaram-se dos demais.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT