Saúde

Marca portuguesa combate obesidade nos gatos. E agora é mais fácil gerir as doses

Além da calculadora da dose diária aconselhável para o seu bichano, a Purrmi mudou as medidas das embalagens.
De comer e lamber por mais.

Tem um gato que se mexe pouco? Que prefere ficar languidamente a espreguiçar-se e a percorrer os pontos da casa onde bate o sol? Há felinos que preferem este dolce far niente, mas há que ter cuidado para não ficarem com excesso de peso. A pensar precisamente na obesidade felina, que afeta mais de 55 por cento dos gatos, a Purrmi criou receitas naturais e personalizadas para que o seu amigo ande sempre “na linha”. E agora, para facilitar a gestão das doses do seu bichano, alterou as medidas das embalagens.

“Antes, os nossos frascos tinham 0,80g e agora têm 160g. Esta alteração acaba por facilitar a vida dos nossos consumidores no que toca à sua gestão de doses”, diz a marca portuguesa à PiT. E qual deve ser a quantidade diária a dar? Basta ir à calculadora de doses da Purrmi, introduzir o peso, idade e nível de atividade do seu gato para saber.

Além da obesidade, a Purrmi tem também no seu foco a doença renal crónica, que mata mais de 33 por cento dos gatos acima de cinco anos. Tudo isto através de uma alimentação 100 por cento natural para gatos, personalizada através da sua plataforma e entregue diretamente na porta dos clientes.

Nascida em janeiro de 2022, pela mão de dois jovens irmãos, João e Francisco Campaniço, e pela médica veterinária Cristina Barroso, a Purrmi tem tido a aprovação dos exigentes felinos do nosso país e, por isso mesmo, está em franco crescimento, contando já com mais de 35 mil donos de gatos inscritos na plataforma em Portugal. Daí ter feito todo o sentido para a jovem equipa pensar em galgar fronteiras – com a marca a entrar agora no mercado espanhol, com vendas já feitas para Valência, Barcelona, Bilbao e Madrid.

Purrmi agrada a todos os palatos

A aposta foi, pois, bem direcionada. “Já existiam muitas opções no mercado de comida seca e húmida para gatos. Contudo, não existia uma opção viável para quem quisesse dar uma alimentação 100 por cento natural e fresca aos seus gatos. A Purrmi é a primeira marca de comida cozinhada lentamente para quem queira dar uma opção mais natural ao seu gato e não tenha tempo para o fazer em casa”, explicou à PiT o presidente da empresa, João Campaniço.

As receitas inovadoras de comida fresca para os miaus, criadas em conjunto com a médica veterinária da equipa e o apoio do Hospital do Gato, estão a ter uma tal aceitação que a Purrmi está já incubada na Startup Lisboa e, além da sua expansão para o mercado espanhol, tem também em curso uma ronda de financiamento de 200 mil euros por parte de investidores nacionais.

A sua ambição, sublinha, é continuar a crescer para “salvar os mais de 300 milhões de gatos e ajudar os mais 40 milhões de tutores na Europa a compreenderem os seus gatos e a mostrar-lhes o que podem fazer para os ajudar”. “Este passo de internacionalização para Espanha foi muito importante para mostrar que este problema com a alimentação é real e que a nossa ambição de chegar a todos os tutores na Europa é possível”, diz João Campaniço.

Além do grupo Hospital do Gato, a Purrmi está já a fazer também parcerias com várias universidades e especialistas para criar ferramentas que possam ajudar os tutores a compreender cada vez mais os seus companheiros. E eles agradecem, enquanto lambem os bigodes. Pecorra a galeria para saber mais sobre as receitas da Purrmi.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT