Saúde

Tem cães em casa? Nunca, mas mesmo nunca, plante um limoeiro

Os limões são tóxicos para os nossos amigos de quatro patas e podem ser super prejudiciais.
Todo o cuidado é pouco.

Podemos gostar da ideia de oferecer fruta ao nosso cão, na convicção de que lhe fará bem. E, de facto, há frutos bons para o seu quatro patas comer. Mas o limão não é um deles.

Pelo facto de ser cítrico, o seu sabor ácido não é propriamente agradável para um patudo, além de que algumas partes deste fruto contêm substâncias tóxicas para o cão. É o caso da amarga casca, que contém óleos essenciais e psoralenos, que são tóxicos para estes nossos amigos.

O consumo da casca pode causar problemas digestivos, como vómitos e diarreia, reações dermatológicas e outros problemas, como depressão e anorexia. Em particular, os psoralenos são substâncias vegetais fotoativas, o que significa que são ativados pela luz ultravioleta. Como resultado, podem causar avermelhamento da pele, manchas castanhas, edema, escamação e até mesmo queimaduras graves.

Na maioria dos casos, os cães não ligam aos limões, devido ao sabor, mas alguns mais curiosos, daqueles que tentam comer tudo, podem até gostar e exagerar na ingestão — por isso, precisa de ter cuidado. É que se um pouco de limão, comido ocasionalmente, não é suficiente para o deixar mal, isso poderá mudar for comido em excesso.

Assim, apesar de os limões conterem vitamina C, os cães não devem comê-los nem serem expostos ao óleo de limão — e aqui incluem-se os óleos essenciais.

Não há estudos científicos que revelem qualquer benefício em dar limão aos cães – e se a ideia é dar fruta rica em vitamina C, pode sempre ir para opções mais seguras, como a maçã, o morango ou a banana.

Para evitar experiências desagradáveis e efeitos indesejados, o melhor mesmo é afastar o seu patudo deste fruto. Por isso, se estava a pensar plantar um limoeiro no seu quintal, será melhor reconsiderar e pensar noutro tipo de árvore. É que se o seu gão for dado a mordiscar as árvores ou a apanhar a fruta que cai no chão para comer, brincar ou morder, mais vale não arriscar.

Percorra a galeria para saber mais sobre o efeito dos limões nos cães.

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA PiT